05-03-20 PF CGU

PF cumpre mandados contra envolvidos em fraude na Saúde

Investigações apontam prejuízo de quase R$2 milhões

A “Operação Monturo”, deflagrada pela Polícia Federal (PF) nesta quinta-feira (5), investiga supostas fraudes em contrato com uma empresa que fazia coleta de lixo hospitalar nas unidades da Secretaria de Saúde do Acre (Sesacre).

Em parceria com a Controladoria Geral da União (CGU) e o Ministério Público Federal (MPF), a PF está cumprindo seis mandados de busca e apreensão em Rio Branco/AC e Vilhena/RO, e oito pessoas estão sendo intimadas a prestarem esclarecimentos.

As pessoas envolvidas estão sendo investigadas pelos crimes de peculato, associação criminosa, corrupção passiva, corrupção ativa, falsidade ideológica e fraude a licitações.

Os contratos suspeitos foram realizados em 2017 e 2018, e além de contratação emergencial por meio de dispensa de licitação, prolongada por dois anos, a empresa favorecida distribuía vantagens indevidas a ex-funcionários públicos.

Um prejuízo de quase R$2 milhões, ocasionado por sobrepreço e superfaturamento, foi detectado pelos auditores da CGU. Além disso, a empresa apresentava documentos de medição de lixo coletado superior a médica de resíduos produzidos pelas unidades.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*