291116-policia-homemdepalha-oaltoacre

PF deflagra operação ‘Homem de Palha’ no Acre

Em Rondônia, São Paulo e Brasília também teve prisões

Cerca de 20 viaturas da Polícia Federal e dezenas de agentes, iniciaram uma operação batizada de “Homem de Palha”, que aconteceu nas cidades de São Paulo (SP), Brasília (DF), Porto Velho (RO), Epitaciolândia, Rio Branco e Assis Brasil (AC), nas primeiras horas desta terça-feira, dia 29.

Segundo foi informado, foram exercidos 37 mandados de busca e apreensão, 10 conduções coercitivas e 01 afastamento, que provavelmente seja o prefeito do Município de Assis Brasil, cidade localizada na tríplice fronteira do Acre, extremo Norte do Estado.

A pequena cidade de Assis Brasil, que tem pouco mais de três mil habitantes na zona urbana, foi sacudida pela Operação, quando varias viaturas que chegaram até a sede da prefeitura e outros locais das cidades citadas a procura de pessoas, nos mesmos moldes das operação realizada na cidade de Brasileia.

Segundo foi informado, o prefeito do Município Humberto Filho, o ‘Betinho’, está sendo conduzido para ser ouvido na sede da Polícia Federal na cidade de Epitaciolândia, distante cerca de 110 km.

A expressão “Homem de Palha” tem origem na língua italiana e é utilizada para se referir a quem oculta patrimônio e valores em nome de outros, os conhecidos “laranjas”.

O nome foi escolhido em razão de grande parte dos desvios terem ocorrido por meio de empenhos em nome de funcionários da Prefeitura de Assis Brasil que não sabiam de nada, a exemplo de faxineiros e zeladores.

A investigação, que durou aproximadamente um ano e meio. As pessoas envolvidas estão sendo investigadas pela prática dos crimes de desvio de verbas públicas, corrupção ativa e passiva, Organização Criminosa, lavagem de capitais, falsidade ideológica e outros. Os envolvidos serão conduzidos até a Delegacia da Polícia Federal em Epitaciolândia.

Uma coletiva na sede da Polícia Federal em Epitaciolândia foi marcada para às 10h00, com o delegado Fares Feghali na companhia de assistentes, onde irão falar da operação.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*