2608-policia-suitesuicidio

Polícia descarta suicídio de engenheira e já tem suspeito

Para delegada, suspeito pode ser preso nos próximos dias

Nesta terça-feira, 26, completou uma semana que o corpo da engenheira Silvia Raquel da Mota foi encontrado dentro de uma caixa d’água na residência onde morava.

A motivação do crime ainda é mistério. O laudo do Instituto Médico Legal (IML), que aponta o motivo da morte, não está pronto. Há suspeitas de assassinato e também de suicídio. O caso é acompanhado pela Delegacia da Mulher (Deam). Dez pessoas já foram ouvidas.

“A oitiva das testemunhas é muito relevante. Às vezes, uma pessoa sabe de algo, mas acha que não é importante para a investigação. Junta aquilo que a gente tem no bojo do inquérito e fecha o processo”, disse Juliana D’Angelis.

O caso é mantido em segredo pela delegada, mas ela informou que as investigações estão adiantadas e o suspeito pode ser preso nos próximos dias. No prazo legal, a delegada tem um mês para concluir o inquérito. Silvia Raquel faria 40 anos no próximo dia 31 de agosto, era professora e funcionária do Imac.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*