061216-policia-jovempreso-tvgazeta

Polícia já tem pistas de criminosos de vídeos

Jovem que colaborou com esquartejamento está preso

Vídeos que estão circulando nas redes sociais, em que dois jovens são esquartejados, mostram até onde pode chegar a violência das facções criminosas. As cenas de horror mostram cabeças sendo decapitadas com as vítimas ainda vivas.

A polícia já conseguiu identificar os autores do primeiro vídeo e prendeu na manhã dessa terça-feira, Anacleto dos Santos Moreira, um jovem de 18 anos. Ele possivelmente é a pessoa que filmou a cena de barbárie. Durante o depoimento, disse ao delegado Roberth Alencar que apenas ajudou a enterrar o que sobrou do corpo.

A polícia identificou a vitima: trata-se de Gabriel Nunes da Silva, de 17 anos. O jovem foi morto porque estava numa facção rival. O crime aconteceu na madrugada de sexta-feira no final do bairro Belo Jardim II.

Um segundo vídeo mostra a mesma cena de terror. A polícia acredita que seja o mesmo grupo já que o local, onde as vitimas estão o chão é muito parecido.

A vítima da segunda morte é um garoto de 16 anos identificado por Richard Rodrigues. Enquanto cometem a barbárie, os assassinos vão relatando que se trata de vingança pela morte de um membro de sua facção, outro adolescente de 15 anos, morto a tiros no último sábado.

A Polícia Civil está a procura de três homens que participaram diretamente nos dois assassinatos e aparecem nas imagens. Ao todo, 30 agentes não pararam de buscar informações que levem aos acusados.

O adolescente morto no segundo esquartejamento, Richard Rodrigues, era acompanhado por um programa de ressocialização da Prefeitura de Rio Branco. Por ordem judicial, cumpria medidas por um crime cometido.

Segundo a polícia, assim como no primeiro caso, Richard, consumiu drogas junto com seus matadores. Quando estava dopado, foi levado para o matagal e morto. Por isso, não esboça reação quando é atacado. Para a policia, é questão de tempo para prender os responsáveis pelas cenas impactantes.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*