26-06-21-Formatura PM

Polícia Militar do Acre realiza formatura do Cate nesta sexta

Cerca de 42 policiais iniciaram o curso, somente 13 concluíram

A Polícia Militar do Estado do Acre (PMAC) realizou, nesta sexta-feira (25), a solenidade de conclusão da 3ª edição do Curso de Ações Táticas Especiais (Cate). O evento realizado no Batalhão de Operações Especiais (Bope), em Rio Branco, foi prestigiado por diversas autoridades, entre elas, o governador Gladson Cameli, e de familiares dos concludentes.

O curso é considerado um dos mais desafiadores na área da Segurança Pública. Durante 50 dias, os participantes tiveram que superar seus próprios limites físicos e mentais em treinamentos intensos. Nesta edição, que contou com 22 disciplinas e carga horária de 480 horas, 42 profissionais da Polícia Militar do Acre e Rondônia, Polícia Civil, Polícia Penal do Acre e Espírito Santo, Corpo de Bombeiros, Polícia Rodoviária Federal e Polícia Nacional do Peru foram selecionados para o Cate.

Do total, apenas 13 agentes de segurança finalizaram a capacitação. A partir de agora, estes operadores táticos estão altamente preparados para atuarem em ocorrências consideradas de alta complexidade, como gerenciamento de crises, ações antibombas, tiro de precisão, tiro tático policial e patrulha rural e ribeirinha.

Entre os formandos está o policial militar acreano Alisson Machado Dias. Na corporação há três anos, o profissional afirmou que a experiência é um marco em sua carreira. “Ser um cateano é um sentimento inexplicável. Durante 50 dias, fomos levados ao extremo, mas também fomos capacitados e estamos ainda mais preparados para defender a nossa sociedade”, declarou.

“Eu estive no campo de treinamento destes policiais e pude ver o esforço de cada um deles para estarem aqui nessa formatura. Infelizmente, muitos desistiram, mas gostaria de dar os meus parabéns para cada um de vocês, que são vitoriosos”, pontuou o governador Gladson Cameli.

O secretário de Justiça e Segurança Pública, Paulo Cezar aproveitou o momento para ressaltar a necessidade da qualificação adquirida pelos policiais. “Os senhores são o último recurso, a bala de prata. Quando todos falham, os senhores entram em ação. Por isso, a responsabilidade de trajar essa farda é tamanha” ressalta o scretário.

A solenidade contou ainda com a presença do comandante do Bope, tenente-coronel Flávio Inácio; do comandante-geral do Corpo de Bombeiros, coronel Carlos Batista; do delegado-geral da Polícia Civil, Josemar Portes; do diretor-presidente do Instituto Socioeducativo, coronel Mário Cézar Freitas; do deputado federal Alan Rick; do deputado estadual Cadmiel Bomfim; entre outras autoridade e familiares dos policiais.

Deixe uma resposta