Banner latrocPM

Polícia recupera arma de sargento morto em assalto

A pistola 380 era de uso pessoal da vítima

O grupo anti assalto da Polícia Civil conseguiu recuperar a arma utilizada contra o sargento da Polícia Militar, morto durante um assalto no último final de semana. A pistola 380 era de uso pessoal da vítima.

Na madrugada do último domingo, o sargento Manoel Machado perdeu a vida durante um assalto no bairro Tangará. Ele teria reagido a ação de um assaltante que o ameaçou com uma faca. Mesmo machucado, o sargento efetuou alguns disparos, atingindo o bandido nas costas, que conseguiu pegar a arma do policial e fugir.

Na mesma madrugada, a polícia prendeu o suspeito Diego Moraes Correia, de 24 anos. Ele estava ferido e era atendido pelo serviço de emergência.

Nesta terça-feira, a delegacia anti assalto apresentou a arma do crime. A pistola 380 teria sido escondida por Diego pouco antes de ele ser capturado. “Após o Diego ter efetuado os disparos ele teria escondido essa arma em uma residência. As pessoas com medo de entregar a arma esperaram esfriar, acalmar os ânimos”, afirmou o delegado Karlesso Nespoli.

O delegado explica que a tese de emboscada foi descartada das investigações. “Nunca existiu emboscada. Os investigadores levantaram agora que o sujeito estava em uma festa, drogado. Ele saiu da festa para cometer roubo, possivelmente para comprar drogas”, disse.

Diego Correia foi indiciado por latrocínio, roubo seguido de morte, considerado crime hediondo. Se condenado pode pegar de 20 a 30 anos de prisão.

Deixe uma resposta