thumb albion

Policial aposentado impediu consumação do assalto em lotérica

Quando viram Albion, bandidos não arriscaram

Depois do terror  dessa quinta-feira  (10) a casa lotérica que foi alvo de dois assaltantes abriu as portas normalmente. Apenas a funcionária que foi acusada pela policia de ajudar os assaltantes não foi trabalhar. Na noite de ontem ela foi liberada após prestar depoimento á polícia. Mas as marcas do assalto ficaram. Um veículo usado como escudo pelos policiais que negociaram por quase sete horas com os bandidos apresentava duas perfurações de bala. Os tiros foram desferidos logo no início das negociações.

O aposentado Assis Lustosa estava do lado de fora da lotérica vendendo picolés quando os bandidos chegaram e mandaram ele entrar com o carrinho. Por sorte, o aposentado foi o primeiro refém a ser liberado. Na manhã dessa sexta-feira ele estava preocupado: “Eles me tiraram, mas o carrinho ficou dentro da agência e os bandidos consumiram quase todos os picolés. E agora, quem vai pagar o prejuízo?” questionou.

No entanto, o que chamou a atenção no assalto ou ganhou destaque na internet foi uma foto de um policial civil apontando um revólver 38 para os bandidos.  Albion Gomes de Almeida está aposentando a oito meses e passava na hora no local quando viu o assalto e decidiu reagir, impedindo a saída dos bandidos.

Durante o depoimento na delegacia de flagrantes, os dois assaltantes presos: Moisés do Nascimento Santos e Antônio da Silva Fetosa disseram que só não fugiram porque notaram a presença de Albion do outro lado da rua com uma arma na mão, por isso decidiram voltar.

Formos a procura do homem que não esqueceu como agir na hora de um crime. Com 64 anos de idade e 43 de policia, Albion contou que passava na hora quando viu os bandidos e não pensou duas vezes:  sacou a arma, um velho hábito quando perseguia algum criminoso.

Albion Gomes de Almeida mora numa das áreas mais pobres de Rio Branco, o bairro Preventório. Para chegar em sua casa é preciso vencer quase 200 metros de escadas de madeira. Morando numa casa simples, nota-se que não existem tantos recursos financeiros, mas tem uma fama que o torna inesquecível. A  prova ficou clara quando os bandidos notaram sua presença, não arriscaram.

Deixe uma resposta