Quatro pessoas envolvidas na morte de primo de Minoru são presas em Rio Branco

A investigação foi realizada pela (DHPP) e durou cerca de 22 meses

Nas primeiras horas desta quinta-feira, 11, a Polícia Civil, por meio da Delegacia de Homicidios e Proteção a Pessoa (DHPP) prendeu quatro pessoas envolvidas na morte de primo de Minoru Kinpara, em Rio branco. Os presos, J. C. de A. de 20 anos, vulgo “Sagati”, A. de S. L. de 26 anos, M. G. F. J. de ambos, e M.CN. de 21 anos.

A apresentação dos resultados da investigação e das prisões foi realizada na manhã desta quinta-feira, 11, em coletiva de imprensa na sede da Divisão Especializada em Investigação Criminal (DEIC) pelo Delegado-Geral de Policia Civil, José Henrique Maciel e pelo delegado coordenador da DHPP, Alcino Ferreira Junior.

Os presos estão envolvidos na morte de Levi Freitas de Andrade Paulino, de 40 anos, ocorrido no dia 22 de outubro de 2020 na região do bairro Mocinha Magalhães, onde foi alvejado por vários disparos de arma de fogo.

Entenda o caso

No dia 22 de outubro de 2020 os autores do crime roubaram um veiculo tipo passeio, modelo Fiesta, com a intensão de sequestrar a vítima e extorquir dinheiro da mesma por achar que, por se tratar de um coordenador de campanha de um candidato ao cargo de prefeito há época dos fatos.

Antes de ser morta, a vitima almoçou e permaneceu conversando com os acusados por mais de uma hora e meia e, em seguida, de forma dissimulada, foi atraída e forçada a entrar no veiculo onde seria levado para um local ermo. De acordo com a investigação, a vítima reagiu e houve um disparo de arma de fogo.

Foto: Ascom Polícia Civil

Diante dos fatos os criminosos disparam mais 14 vezes contra a vítima que foi deixada no local e seguiram tomando rumo ignorado.

A investigação realizada pela Delegacia de Homicídio e Proteção a Pessoa (DHPP) durou cerca de 22 meses e conseguiu provas indeléveis que subsidiaram o inquérito – que identificou a autoria do crime e representou pela prisão dos envolvidos.

Ainda de acordo com a investigação há um quinto personagem envolvido que encontra-se foragido da justiça o que leva a Policia Civil seguir com as investigações.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*