070817-policia-contabilidadedocrime-tvgazeta

Rio Branco contabiliza mortos do fim de semana

Mortes por engano e execuções: cenário de descontrole

Três assassinatos foram registrados na Capital durante o fim de semana. O pintor e líder evangélico, José Francisco de Araújo Silva, 34 anos, foi morto na noite de sábado (7), quando estava na frente da casa de um vizinho. O crime aconteceu na rua Arco Íris, bairro Vitória.

Segundo testemunhas, a vítima teria ido à outra residência que fica na mesma rua, próximo à casa onde ele morava, para pedir uma fita adesiva para embalar umas malas, já que ele iria viajar para Porto Velho, onde a mãe mora e estaria doente.

Quando ele estava na frente da casa, um suspeito parou próximo a ele, desceu da moto e de posse de uma arma deu um tiro na cabeça da vítima, após José cair no chão, ele fez outro disparo.

De acordo com a família, José não tinha nenhuma passagem pela polícia, nem mesmo inimizade com ninguém, o que leva a crer que ele tenha sido assassinado por engano. “Um cara que só vivia para o bem, só queria o bem dos outros, ajudou a resgatar tantas pessoas do vício, da bebida, da droga. Com certeza, eu não duvido disso, que ele foi morto por engano”, disse Sérgio Roberto, amigo da vítima.
O suspeito não foi identificado porque estava com o capacete na cabeça.

No bairro Areal, também outro assassinato. Desta vez com possibilidade de envolvimento de integrantes de facção. Moradores ouviram vários disparos de arma de fogo. Ao verificar do que se tratava, eles encontraram quatro pessoas baleadas.

De acordo com as testemunhas, foram ouvidos pelo menos 15 disparos. Das quatro vítimas, uma, identificada apenas por “Alan”, morreu ainda no local. Ele teria levado um tiro na cabeça. Os outros três baleados foram resgatados por uma equipe do Samu e levados ao Pronto Socorro de Rio Branco.
A suspeita é que o crime tenha sido cometido por membros de facções.

E no bairro Cidade do Povo, mais uma morte. Na noite de sábado, um homem foi morto ao tentar realizar um assalto a um comércio.

De acordo cm testemunhas, dois homens invadiram um estabelecimento comercial para realizar um assalto. Um policial que estava à paisana no local revidou e atingiu um deles com um tiro no abdômen.

Jason Oliveira dos Santos, 26, foi socorrido pelo Samu, mas morreu a caminho do Pronto socorro. O comparsa se entregou e foi preso.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*