240419-secretario-segurança-estado

Secretário fala sobre caso de assassinato no Calafate

Hipótese de que vítima tenha descumprido toque de rocolher

O secretário de Justiça e Segurança Pública do Estado do Acre, Coronel Paulo Cézar, não descartou a hipótese do motoboy, morto no início da semana no bairro Calafate, ter sido por causa do toque de recolher dado por organizações criminosas.

Em entrevista ao vivo para programa Balanço Geral Acre, pela TV Gazeta, na manhã desta quarta-feira (24), o Coronel disse que a investigação não descarta essa hipótese já que a vítima não tinha antecedentes criminais.

Antônio Cosme da Silva, de 25 anos, foi morto a tiros em sua motocicleta enquanto fazia entregas pelo conjunto Aroeira, e em seguida, encontrado por populares caído no chão.

“Estamos em um momento de remodelação da segurança pública, percebemos que o formato que foi dado para a segurança 10 anos atrás precisa ser mudado”, concluiu o Coronel.

Manifestação na AC-040

Sobre a manifestação na AC-040 ocorrida nesta terça-feira (23), Paulo Cézar acredita que houve manifestação negativa das pessoas que ali estavam. “A manifestação perdeu o sentido a partir do momento que a quem cabia a demanda esteve no local, e a manifestação deu continuidade”.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*