070117-policia-defensoriaataque

Sede da Defensoria Pública do Estado sofre ataque

Criminosos atiraram na porta e ainda deixaram um bilhete

O crime aconteceu na madruga de sábado (7), quando os criminosos chegaram num carro roubado e realizaram 4 disparos de arma de fogo contra a porta e janela do prédio da DPE. Após atirarem eles deixaram o proprietário do veículo roubado no local e arremessaram um artefato supostamente explosivo.

O vigilante que estava de serviço no momento do ataque, não foi atingido pelos tiros, ele conseguiu se esconder a tempo.

Uma carta foi deixada no local. As reivindicações exigidas no conteúdo da carta são muitas, mas se referem apenas a melhorias no sistema penitenciário do Acre. Além disso, os autores do bilhete, são contrários as medidas de segurança adotadas no complexo penitenciário Francisco de Oliveira Conde, onde abriga cerca de 3 mil e 500 detentos.

A principal queixa é a transferência de presos para o Regime Disciplinar Diferenciado, o RDD. Na ultima semana 44 lideres de facções foram levados para o RDD. Outra reclamação é a imediata mudança dos presos do pavilhão A para outro presídio.

O vigilante Francisco Correia, trabalha na segurança de prédios do estado há 31 anos. Em todo o tempo que atuou nunca viu tamanha violência.

Por telefone, o defensor público, Fernando Morais falou que o atendimento ao público vai funcionar normalmente nesta segunda-feira (9), e medidas de segurança para os servidores já foram solicitadas.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*