200519-homem-degolado

Servidor público é degolado em Rio Branco; polícia investiga

Parente diz que Raimundo foi vítima de uma armação

No último sábado (18), um vídeo começou a circular no aplicativo de mensagens instantâneas, WhatsApp, no qual mostrava um homem afirmando sair de uma organização criminosa e entrando em outra, e em seguida, um outro vídeo que mostra a vítima sendo degolada.

O rapaz que aparece nas imagens seria Raimundo Lacerda do Nascimento, 23 anos. De acordo com a família, o rapaz morava no loteamento Sol Nascente, na rodovia AC-040, e era motoboy da Secretaria Municipal de Educação (Seme).

Segundo a polícia, um familiar de Nascimento procurou a delegacia na sexta-feira (17) informando que a vítima estava desaparecida e que reconheceram através do vídeo recebido no aplicativo.

A família afirma que Raimundo Nascimento não tinha passagem pela polícia, nem envolvimento com organização criminosa, e teria saído numa motocicleta na última quarta-feira (15) e desde então não retornou, “ele veio do seringal, veio pra cá pra estudar. Estudava e trabalhava,” disse um parente, que não quis ter o nome divulgado.

Mesmo no vídeo a vítima afirmando pertencer a uma organização criminosa, a família acredita que ele foi vítima de uma armação de uma mulher que teria convidado Nascimento para ir até a casa dela no bairro Taquari. “Era um menino do bem, tranquilo, que infelizmente foi vítima dessa armadilha, através dessa menina que atraiu ele pra região do Taquari, foi vítima dessa onda de violência que toma de conta da cidade. A gente não acredita nessa versão que saiu primeiro, porque a gente sabe como se deu aquilo ali”, concluiu o familiar.

A Delegacia de Homicídios de Proteção à Pessoa (DHPP) está investigando o caso, mas até o momento as informações são poucas e contraditórias.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*