04-08-2020 fernanda-machado

Suspeitos da morte da travesti Fernanda Machado são presos

Vítima foi assassinada a pauladas

Após investigações, a Polícia Civil prendeu dois suspeitos de envolvimento no assassinato da travesti Fernanda Machado da Silva, 27 anos, encontrada morta na madrugada do dia 25 de junho de 2020, na Rua Minas Gerais, no bairro Preventório, em Rio Branco.

De acordo com as investigações da Delegacia Especializada em Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP), a vítima sofreu várias agressões após ser acusada pelos suspeitos de furtar um celular. Os dois homens, então, espancaram Fernanda até a morte com pedaços de pau.

Junto com os dois envolvidos, os agentes da DHPP prenderam também uma mulher em flagrante pelo crime de tráfico de drogas, 548 trouxinhas de entorpecentes foram apreendidas.

Após o assassinato brutal de Fernanda, o Ministério Público e a Associação das Travestis e Transexuais do Acre (ATTRAC), lamentaram sua morte em nota, e divulgaram um vídeo em que ela aparece ao lado da mãe falando sobre a violência que pessoas LGBTQIA+ sofrem. A travesti foi assassinada na semana do Orgulho LGBT.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*