140917-policia-delegado-cleriston

Tatuagem de facção foi senha para morte na pousada

Disputa de facção na pousada é confirmada por delegada

A responsável pela Delegacia de Proteção à Criança e Adolescente, delegada Helenice Frez, concluiu investigação a respeito da morte do adolescente Leandro Soares, 16, assassinado no Centro Sócio-educativo Aquiry na última terça-feira. O rapaz tinha uma tatuagem com a inscrição “PCC”. Ocorre que a unidade é dominada pela facção Comando Vermelho.

Logo que chegou ao centro Sócio-educativo Aquiry, os internos perceberam a tatuagem com as iniciais do grupo rival. Foi o bastante para que Leandro Soares fosse asfixiado com um lençol. Um adolescente é acusado do crime. ele foi auxiliado por outros dois jovens internos da unidade. A direção já havia antecipado essa situação, agora confirmada pela investigação feita pela delegacia especializada.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*