Banner SibaGE2014

“A análise política caminha para esse lado”, diz Sibá Machado

Deputado petista deixa escapar a possibilidade de Aníbal ficar fora dadisputa

O deputado federal Sibá Machado, do PT, foi um dos convidados do ‘Gazeta Entrevista’ da última quinta-feira, 13. Durante dois blocos do programa, ele comentou sobre diversos assuntos, entre eles: o cenário da política local e também sobre o mandato.

Sibá falou da onda de criminalidade que assusta os acreanos. Para o parlamentar é preciso fazer a separação entre pessoas que cometem crimes. Segundo ele, a penitenciária ao invés de reeducar, acaba se transformando uma ‘faculdade do mal’.

Outro aspecto levantado foi a frouxidão da lei. Segundo Machado, muitos detentos não ficam o tempo necessário atrás das grades. Ele defende mais rigor no cumprimento de penas, principalmente no regime fechado.

Em relação a decisão dos ministros do Supremo Tribunal Federal em pedir a demissão de servidores públicos contratados sem concurso público, o deputado está confiante em uma saída jurídica para o caso. “Tudo que for possível nós vamos fazer”, expôs.

Quando o assunto é o pleito eleitoral de outubro, Sibá acredita que até o fim do mês, a Frente Popular tenha definida a chapa majoritária. Atualmente, a maior dúvida é na vaga disponível ao Senado.

Com a escolha da petista Nazareth Araújo como vice de Tião Viana, a candidatura de Aníbal Diniz praticamente não vai ser levada adiante. “A análise política caminha para esse lado”, argumentou. Ou seja, o caminho está livre para a comunista Perpétua Almeida.

Candidato a reeleição, Machado vai enfrentar uma disputa acirrada com os próprios colegas de chapa. Mesmo assim, ele disse que é possível eleger até seis deputados. “Se mapear direito os espaços, temos boas chances”, finalizou

Deixe uma resposta