Banner-Jorge-Viana-07062014

“A chapa[FPA] poderia ser melhor”, dispara Jorge Viana

“hoje, a pessoa mais atacada e agredida é Tião Viana”

“Não tem nenhum sentido essa história de veto. O dinheiro está 100% garantido”, afirmou o senador Jorge Viana(PT) sobre o possível cancelamento da ponte sobre o rio Madeira. Segundo ele, a medida que a internet trouxe benefícios, existem pessoas que utilizam a grande rede de forma perigosa.
Ele citou o próprio irmão: “hoje, a pessoa mais atacada e agredida é o governador Tião Viana.” O senador lembrou que o maior inimigo para o início da obra é o proprietário das balsas que fazem a travessia do Madeira. De acordo com Viana, cinco licitações foram canceladas.
Em reunião com diretores da Agência Nacional de Petróleo, no Rio de Janeiro, o senador questionou os motivos que fazem o preço pelo litro do combustível no Acre ser um dos mais caros do país.
“Temos condições de reduzir o preço no Juruá. Estou esperançoso em uma queda de cinquenta centavos de diferença entre Rio Branco e Cruzeiro do Sul”, enfatizou.
Questionado sobre a desistência de Mâncio Lima Cordeiro pela disputa de uma das vagas da Câmara Federal, Jorge Viana lamentou, porém, respeita a decisão do ex-secretário da Fazenda. O senador ressaltou que a Frente Popular está com bons candidatos para representar o estado em Brasília.
Situação inversa ocorre no pleito para a Assembleia Legislativa. “A chapa poderia ser melhor. Poderia ter mais candidatos nos municípios”, argumentou. Viana declarou que é sempre bom ter a maioria no número de deputados estaduais para ajudar Tião Viana, em caso de reeleição.
As declarações do petista foram dadas na noite da última sexta-feira, 6, durante participação no programa ‘Gazeta Entrevista’, da TV Gazeta/Record.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*