Acre convoca cadastro de reserva da PM e anuncia concursos públicos

Segundo Gladson, abertura dos editais está prevista para setembro

O governador Gladson Cameli confirmou, nesta terça-feira (10), o chamamento de parte dos aprovados no Cadastro de Reserva da Polícia Militar e ainda a realização de concurso público para a Polícia Civil, Corpo de Bombeiros Militar, Instituto de Administração Penitenciária (Iapen) e Instituto Socioeducativo (ISE). Por determinação do próprio chefe de Estado, a abertura dos editais está prevista para setembro.

Segundo informou o gestor durante entrevista coletiva à imprensa, por meio de videoconferência, o quantitativo de vagas será disponibilizado de acordo com a necessidade de profissionais de cada instituição do Sistema Integrado de Segurança Pública (Sisp).

“Gostaria de deixar claro que esses concursos públicos, assim como a convocação do cadastro de reserva da PM, fazem parte dos nossos esforços de equilibrar as contas públicas e não colocar em risco a folha de pagamento dos servidores públicos”, declarou Gladson.

Após quase dez anos, o Corpo de Bombeiros volta a ser contemplado com um certame público para o preenchimento de vagas. O comandante-geral da instituição, coronel Carlos Batista, comemorou a decisão tomada pelo governo do Estado.

“Esse concurso vem para suprir a necessidade de pessoal que hoje temos na corporação. Há a expectativa de abertura de 135 vagas, mas o número pode aumentar.”, disse Carlos Batista.

O delegado-geral da Polícia Civil, Josemar Portes, acredita que serão disponibilizadas oportunidades para todos os cargos existentes na instituição. “Temos necessidade de agentes de polícia, peritos, médicos legistas, escrivães e delegados. Estamos trabalhando com muita responsabilidade, junto à equipe de governo, para chegar a um consenso quanto ao número de vagas”, esclareceu.

Além do anúncio do primeiro concurso na área da Segurança Pública em sua administração, Gladson Cameli autorizou a convocação de 78 aprovados no Cadastro de Reserva da Polícia Militar, que deverão iniciar o Curso de Formação de Soldados (CFC) no próximo mês de setembro. A expectativa do governo é realizar um novo chamamento até o fim do ano.

“Essa é uma demanda da Polícia Militar, porque tivemos um grande número de policiais que foram para a reserva remunerada. Então, todo profissional que conseguirmos incorporar será sempre muito bem-vindo à instituição”, pontuou o comandante-geral da PM, coronel Paulo César Gomes.

Deixe uma resposta