190117-politica-mutirao-tj

Acre tem 2.258 presos provisórios nos presídios da capital e interior

Presidente do TJ fala sobre mutirão para julgar processos 

A presidente do Tribunal de Justiça do Acre, desembargadora Cezarinete Angelim, concedeu na manhã de hoje entrevista coletiva para falar sobre mutirão que vai julgar os processos dos presos provisórios. São aqueles detentos que estão no presídio, mas que ainda não foram julgados. O número de presos provisórios no estado do Acre é de 2.258, sendo 1.177 na capital e 1.081 no interior.

O Supremo Tribunal Federal deu um prazo de 90 dias para que a Justiça de cada estado, julgue esses processos.

O mutirão no Acre deve começar no dia 30 e além dos juízes das varas criminais, magistrados de outros setores vão trabalhar como voluntários para tentar julgar todas as ações no prazo estabelecimento pelo STF.

Desde a semana passada um grupo de Juízes já está analisando os processos para saber quais casos são de julgamento e os de execução da pena. Ministério Público, Defensoria, OAB, procuradoria do estado vão ajudar no mutirão.

“Infelizmente nosso país, e a crise penitenciária vivenciada reflete isso, historicamente é mais reativo do que preventivo. Todas as medidas que visem evitar, obviamente, são mais saudáveis do que as medidas que tentam solucionar quando o problema já está efetivamente instalado.” Disse o procurador Samy Barbosa.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*