Gladson160814

Veja a agenda do candidato Gladson Cameli desta segunda

Candidato quer trabalhar pela emancipação da vila Santa Luzia

O candidato ao Senado da República pela Coligação Por Um Acre Melhor, Gladson Cameli (PP), garantiu neste domingo (17), na Vila Santa Luzia, em Cruzeiro do Sul, trabalhar pela emancipação da região. “Se estiver dentro das novas exigências aprovadas no Congresso Nacional, tenham certeza de que vamos trabalhar para tornar essa região independente. Além de ser um sonho dos moradores, isso representa maiores chances de desenvolvimento”, acrescentou.

Ao lado do candidato ao governo, Marcio Bittar (PSDB), da candidata a vice, Antônia Sales(PMDB) e o prefeito Vagner Sales (PMDB), Gladson cumpriu uma extensa agenda durante o final de semana, que começou com uma caminhada pelo setor comercial de Cruzeiro do Sul, a Praça dos Taxistas, Mercado Joaõzinho Melo e Beira Rio, e o primeiro comício da Aliança, realizado no tradicional bairro Remanso.

Na conversa com comerciantes, Cameli assumiu compromissos de trabalhar pela anistia de multas e reaver as dívidas do setor. Depois de ouvir os produtores rurais da Linha 3 – zona rural de Cruzeiro do Sul – na manhã de ontem, ele lembrou a proposta do governo de Marcio Bittar de anistiar multas ambientais para que os produtores tenham condições de produzir e a partir daí possam cumprir suas obrigações.

A caravana partiu de Santa Luzia para Rodrigues Alves, no oeste do estado. Em mais um grande encontro com a comunidade, Cameli assegurou que se eleito, não será senador dele mesmo, vai continuar desenvolvendo uma forma diferente de legislar, lutando pela renegociação da dívida de estados e municípios para que, ao invés de pagar juros, os recursos sejam liberados para investir em saúde, educação, segurança, infraestrutura e outras áreas.

“Como jovem, o meu compromisso é dobrado. Vou mostrar que a juventude pode representar bem o Acre e o Brasil, e continuarei legislando para todos, independente de cores partidárias, mas colocado sempre o Acre e as pessoas em primeiro lugar”, concluiu.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*