thumb agentesna-Aleac

Agentes penitenciários querem melhores condições de trabalho

Representantes da categoria lotaram galeria da Aleac nesta quinta

Munidos de nariz de palhaço e apitos, os agentes penitenciários de Rio Branco lotaram a galeria Marina Silva, na Assembleia Legislativa do Acre, na manhã desta quinta-feira, 15, para protestar contra as reivindicações não atendidas pelo governo do Acre, na negociação por melhores condições de trabalho nos presídios da capital.

Ironizando o novo projeto da Secretaria de Segurança para combater o crescente índice de violência no Estado, os agentes distribuíram apitos no centro da cidade.  “Estamos distribuindo apitos para ajudar o governo no combate à violência já que esta foi à maneira que este governo encontrou para proteger a população”, destacou o presidente do sindicato da categoria, Adriano Marques.

Os agentes protestaram ainda “contra a campanha de destruição que foi implantada para acabar com o sistema prisional”. De acordo com Marques, “se não há investimentos e reestruturação do sistema carcerário acreano, ele está fadado ao fracasso, está condenado à destruição. É exatamente isso que acontece com nosso sistema”.

No mês passado, foi aprovado pelos deputados um requerimento que criou uma Comissão Especial, que visitou as unidades prisionais do Complexo Francisco D’Oliveira Conde, onde foi constatada a precariedade das unidades, porém, até o momento, de acordo com Marques, nenhuma ação foi tomada.

“Estamos pedindo a intervenção dos parlamentares estaduais em nosso favor. Corremos risco de morte pela falta de equipamentos de segurança e pelas precárias condições da estrutura do complexo penitenciário de Rio Branco”, finalizou.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*