260517-politica-alanrick-assessoria

Alan debate com pesquisadores políticas de Segurança

Laboratório de Análise da Mancha Criminal em foco

Uma das prioridades do deputado federal Alan Rick (PRB), ao longo dos dois primeiros anos de mandato, tem sido garantir investimentos na área de Segurança Pública. Suas ações já garantiram mais de R$ 5 milhões em emendas individuais para o setor. Uma delas para implantação do Laboratório de Análise da Mancha Criminal no Acre, em parceria com a Universidade Federal do Acre.

Na manhã desta sexta-feira, 26, o parlamentar acriano recebeu, em seu gabinete de Rio Branco, os professores da Universidade Federal do Acre, Francisco Raimundo Alves Neto e Marisol de Paula Reis Brandt, para uma conversa sobre o Laboratório de Análise da Mancha Criminal.

Os recursos já estão na conta do Governo do Estado, além da apresentação do projeto de criação do primeiro Curso de Pós-Graduação em Gestão Prisional e Direitos Humanos, direcionado para trabalhadores do Sistema Penitenciário Acriano.

“Acredito e defendo que união entre a Academia e as Forças de Segurança Pública na análise da mancha criminal é fundamental para orientação das políticas públicas de combate eficiente à criminalidade. Fico feliz em saber que nossa emenda está na conta do Estado, para que o projeto se torne realidade. A luta contra a criminalidade que assola nosso Estado é de todos e, por isso, temos que unir esforços para buscar garantir a segurança da população acriana, principalmente com a área acadêmica, para análise científica”, destaca Alan Rick, lembrando que em vários países, essa união tem sido fundamental na redução dos índices de criminalidade.

Também participaram da reunião, o presidente da Fundação de Apoio e Desenvolvimento ao Ensino, Pesquisa e Extensão Universitária no Acre – FUNDAPE, Ismar Bernardo de Araújo; Eveline Weiny de Andrade Seabra, diretora administrativo e financeiro e Francisca Antônia de Farias, Secretária-Executiva, que buscam, junto com os professores, apoio para o projeto da Pós-Graduação voltada para profissionais que atuam no Sistema Penitenciário. O projeto tem um custo total de R$ 450 mil.

“Esse é outro tema importante. A capacitação dos profissionais que atuam no Sistema Penitenciário precisa do apoio de todos. De minha parte, vou trabalhar na busca desses recursos, seja via emenda individual ou através dos ministérios da Educação ou da Justiça, para que esses profissionais possam ser capacitados”, disse o deputado acriano.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*