121217-politica-amac-amac

Amac enfrenta primeira crise entre prefeitos

Direção quer aumento dos repasses dos prefeitos

O clima esquentou durante reunião entre os prefeitos na sede da Amac (Associação dos municípios do Acre). O prefeito de Cruzeiro do Sul, Ilderlei Cordeiro, fez coro a uma reclamação de outros prefeitos sobre o reajuste de 20% nos repasses dos municípios para a Amac.

A nova coordenação apresentou números que mostram o aumento de gastos da associação, principalmente depois de um reajuste de 30% para os funcionários. O prefeito Ilderlei, que também é vice-presidente da Amac, criticou duramente o aumento salarial. Segundo o gestor, o assunto não foi discutido com os prefeitos, inclusive ele, que tem o segundo cargo mais importante da instituição.

“Numa época de crise como essa você não pode sair por ai dando reajuste. É preciso analisar as contas. Se não tem dinheiro como pode aumentar salário. Eu sou contra e não aceito pagar um centavo a mais”, avisou.

O prefeito quer a retirada imediata do diretor Marcio Nery, que integrou a equipe da Amac assim que a presidente Marilete Vitorino, prefeita de Tarauacá, assumiu a presidência. A gestora tem uma dura decisão: se não demitir Márcio Nery, perde o apoio de alguns prefeitos da própria oposição.

Mesmo com a saída de Márcio, a associação continua com um gasto acima do que pode suportar sua arrecadação atual. Com os prefeitos reclamando tanto da falta de recursos não vai ser fácil tirar algum dinheiro.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*