Bocalom decreta situação de emergência no transporte coletivo da capital

Segundo o prefeito, será lançado um edital convocando novas empresas para assumir o serviço

Luanna Lins para Agazeta.net

O prefeito Tião Bocalom (Progressistas), anunciou em coletiva de imprensa nesta segunda-feira, 20, a decretação de situação de emergência no transporte coletivo de Rio Branco e a contratação de novas empresas para assumirem o serviço, visto que a Auto Viação Floresta, que era atuante na capital acreana, anunciou o fim da operação. A situação foi oficializada por meio do decreto municipal 1.694, de 20 de dezembro de 2021. 

Segundo Bocalom, será lançado um edital em edição especial do Diário Oficial do Estado (DOE), convocando novas empresas para assumir as linhas deixadas pela Auto Viação Floresta. A Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (RBTrans) informou, nesta segunda, que pelo menos oito linhas deixaram de operar, entre elas, as dos bairros Amapá, Seis de Agosto/Judia, Belo Jardim I e II, Irineu Serra, Bahia/Carandá, Cabreúva/Aeroporto Velho, Floresta e Wanderley Dantas.

Deixe uma resposta