190717-cotidiano-coletiva-tvgazeta

Burocracia pode inviabilizar setor madeireiro

Sindicato fala em demissão de 1,6 mil funcionários

Empresários do ramo madeireiro, cerâmico e moveleiro promoveram um encontro para cobrar do Ibama a normalização da emissão do Documento de Origem florestal, o DOF.
Somente com esse documento é possível a retirada da madeira da floresta, o transporte e também sua comercialização.

Há 60 dias, o sistema do Ibama vem apresentando falhas na emissão do DOF. Mas, nos últimos 5 dias, a situação se agravou, pois a rede está fora do ar.

Diante da falha do sistema no Ibama, os setores madeireiro, cerâmico e moveleiro entraram em crise. Sem poder explorar a madeira dos projetos de manejo florestal, a comercialização de uma simples pernamanca fica inviabilizada no Estado.

Além disso, mais de mil e seiscentas pessoas podem ser demitidas, caso o Ibama não restaure o sistema. Foi o que informou o Sindicato da Indústria Madeireira, Adelaide de Fátima Gonçalves de Oliveira.

O superintende do Ibama no Acre, Sebastião Santos, explicou que o governo federal está migrando o programa de emissão de documentos para outra plataforma, e esse processo está provocando prejuízos em todo o país, mas que os técnicos estão trabalho para consertar a falha.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*