releasexapuri

Comunidade de Xapuri participou de conversa com Perpétua sobre ações para mandato no Senado

Pastores agradecem Perpétua por emendas para ações sociais

Assessoria

Pastores da Assembleia de Deus de Xapuri receberam, no fim de semana, a candidata ao Senado pela Frente Popular do Acre (FPA), Perpétua Almeida. Antes da reunião, a candidata participou dos debates sobre o Plano de Governo com a comunidade xapuriense.

No encontro as lideranças religiosas agradeceram o apoio que as instituições religiosas receberam da candidata que, durante o mandato de deputada federal, destinou cerca de R$ 2 milhões em emendas para auxiliar as entidades religiosas em atividades de ação social.

Na reunião que contou com a presença de 40 pastores da Assembleia de Deus, Perpétua falou de sua origem do Juruá, do mandato como deputada federal, da ajuda às igrejas que atuam junto às comunidades no combate às drogas e do seu compromisso como candidata a senadora.

A candidata disse ainda que junto com o governador Tião Viana continuará a lutar pelo Acre para incentivar cada vez mais o crescimento da geração de emprego e oportunidades no Estado.

Perpétua afirmou aos líderes religiosos que a Educação é um dos seus principais compromissos. Também declarou que a Universidade Federal do Acre (UFAC) nas 22 cidades do Acre faz parte do seu programa, caso seja eleita ao Senado.

“Dedicarei boa parte do meu tempo para que os jovens do Acre possam cursar a universidade em sua própria cidade.”

No final do encontro, a candidata ao Senado foi agraciada com uma oração e recebeu votos de sucesso na sua empreitada.

“É uma honra tê-la aqui na nossa igreja. Que nenhum obstáculo seja capaz de impedir a sua caminhada vitoriosa para ajudar o povo acreano”, declarou o pastor Moisés.

As atividades de campanha desta semana iniciaram na manhã de segunda-feira, 4. Perpétua Almeida caminhou e conversou com moradores do bairro Conquista. De casa em casa, a candidata ao Senado tirou dúvidas sobre a vitória dos Soldados da Borracha e a indenização de R$ 25 mil, da proposta de mudar a realidade dos ramais com a pedra rachão que pode manter a trafegabilidade por um período maior, sem ser preciso recuperar o ramal todo ano e, ainda, sobre a necessidade de uma mulher no Senado para ajudar o governo do Acre.

Deixe uma resposta