Depasa e Saerb tratam sobre transferência para Rio Branco

Também foram definidos os procedimentos do termo de cessão dos equipamentos públicos

Representantes do Departamento Estadual de Água e Saneamento do Acre (Depasa) e do Serviço de Água e Esgoto de Rio Branco (Saerb), reuniram-se no auditório do Palácio das Secretarias nesta sexta-feira, 3, para detalhar procedimentos finais para transferência dos serviços de abastecimento de água e esgotamento sanitário da capital para a Prefeitura de Rio Branco.

Coordenada pelo secretário de Estado de Planejamento e Gestão, Ricardo Brandão, a agenda de trabalho contou com a presença do procurador do Estado do Acre, Marcos Antônio Motta.

Na oportunidade, foram repactuadas as regras do Termo de Encerramento do Convênio para a gestão dos serviços de água e esgoto da capital pelo Depasa. Para garantir a continuidade dos serviços, o governo do Acre reiterou o compromisso em garantir o fornecimento de insumos, mediante ressarcimento mensal do órgão municipal. “Enquanto o município ainda não fechar seus contratos do Estado continuará aportando alguns produtos”, informou Brandão.

Coordenada pelo secretário de Estado de Planejamento e Gestão, Ricardo Brandão, a agenda de trabalho contou com a presença do procurador do Estado do Acre, Marcos Antônio Motta. Foto: Clemerson Ribeiro.

Também  foram definidos os procedimentos com vistas  ao cumprimento do termo de cessão dos equipamentos públicos como a ETA e unidades operacionais que passarão a compor o patrimônio do Município a partir de 2022.

Ainda durante a conversa foram acordados prazos para definição das equipes do Município que irão assumir  as estruturas do Saerb, para que a partir do dia 1º eles já estejam familiarizados com a operação do sistema. “Vale ressaltar que essas pessoas são do próprio Saerb, então a gente entende que esse processo vai ser muito mais fácil”, observou Brandão.

A diretora-presidente do Depasa, Waleska Bezerra reiterou o apoio logístico do  Depasa: “Ainda no início da transição disponibilizamos uma salas aos profissionais do Saerb, esse espaço continua à disposição, assim com toda a estrutura da capital  e nossas equipes, para que essa transição aconteça da melhor maneira. Agora saímos do escritório e partimos para a operação. Então vamos começar a receber o sistema. Estamos criando mais grupos de trabalho para verificação de contratos, patrimônio, partindo agora para a operacional da reversão”, destacou.

Deixe uma resposta