thumb chagasromao

Deputados iniciam corrida por coligações para 2014

Chagas Romão aposta no coeficiente eleitoral

De olho na reeleição, vários deputados estaduais já começaram a se articular em busca de cabos eleitorais e acordos com dirigentes de partidos para formar coligações na disputa eleitoral do ano que vem.

No PMDB, a preocupação é pelo menos manter na Assembleia os dois deputados que o partido tem, e se possível eleger mais um. O PMDB também planeja eleger novamente um deputado federal. Para isso, o partido estuda a melhor opção de coligação.

“Se agente sair cada partido só agente perde muita sobra, e nós da oposição agente perde mais, porque geralmente a situação sai em uma chapa maior então eles aproveitam a sobra”, declara o deputado Chagas Romão(PMDB), se referindo ao  coeficiente eleitoral dos partidos.

Outro partido de oposição que tem dois deputados estaduais é o PSDB. Quer manter os dois parlamentares na Assembleia e vai  tentar eleger mais um. O PSDB também quer disputar, com chances reais, uma vaga na Câmara Federal.

“ Nossa previsão é de eleger três ou quatro deputados estaduais.  Nós temos também uma chapa forte de deputados federais”, afirma o deputado Wherles Rocha, que integra a executiva regional do PSDB.

Já o PSDC tenta repetir a façanha de ter dois parlamentares na casa. O partido tem poucos filiados e não conta com bases sólidas nos municípios do interior. Como já tem dois deputados com mandato que vão concorrer a reeleição, uma coligação com o PSDC seria arriscada para outras legendas. A única alternativa é sair sozinho, montando chapa própria.

“ Ser deputado não quer dizer que você vai ganhar a eleição. A disputa é no mesmo patamar para todos.  Mas nos achamos que coligado com mais um partido nós temos condições de fazer dois deputados ou aumentar nossa bancada”, argumenta o deputado Edvaldo Sousa, do PSDC

Mas de todos os partidos que vão estar na disputa um deles sai com vantagem. O Partido Republicano da Ordem Social – PROS. Criado uma semana antes do fim do prazo para filiação de pré-candidatos, o PROS conseguiu filiar dezenas de lideranças em todo o estado, principalmente vereadores, que serão cabos eleitorais dos dois deputados estaduais da legenda, Walter Prado e Maria Antônia.

Além disso o PROS quer filiar até a data da eleição pelo menos 10 mil militantes em todo o estado e já começou a fazer essa busca. “ Estamos visitando o estado para fazer até julho de 2014 o partido estratificado no estado todo”, declara o deputado Walter Prado.

Deixe uma resposta