Banner DilmaMAlexandre

Dilma libera R$70 milhões para mobilidade urbana de Rio Branco

Apenas cinco cidades foram selecionadas em todo o país

Rio Branco recebeu nesta quarta-feira, 2, um grande presente da Presidenta Dilma Rousseff. Em cerimônia realizada no começo da noite no Palácio do Planalto, a Presidenta assinou, junto com o prefeito Marcus Alexandre, a portaria de seleção do município de Rio Branco no Pacto Pela Mobilidade Urbana ao mesmo tempo em que anunciou o repasse de R$70 milhões para obras de mobilidade na capital do Acre. Não se trata de financiamento, mas de recursos obtidos junto ao Orçamento Geral da União através da gestão e esforço do senador Jorge Viana e da bancada federal. Participaram da cerimônia, que reuniu o consórcio de prefeitos do ABC Paulista, o prefeito de Campos de Goytacazes, no Rio de Janeiro, os senadores Jorge Viana e Aníbal Diniz, os deputados federais Taumaturgo Lima e Sibá Machado e a deputada Perpétua Almeida.

O resultado desses investimentos, de acordo com o titular da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito de Rio Branco (RBTRANS), Ricardo Torres, revoluciona a política de mobilidade social na capital porque consta de vários equipamentos com diferentes finalidades no contexto da infraestrutura viária, como corredores exclusivos de ônibus, novos terminais de integração, requalificação dos corredores de transporte coletivo, a 5ª Ponte Sobre o Rio Acre e Transporte Hidroviário.

O projeto consta detalhadamente da implantação de um corredor exclusivo de ônibus na Avenida Ceará com 1,6 quilômetro de extensão e a construção de um Terminal de Integração em frente ao Estádio José de Melo conectado a esse corredor;  implantação de um corredor exclusivo de ônibus de quase 600 metros na Avenida Brasil e construção de uma estação de passageiros com 75 metros quadrados; implantação do corredor exclusivo de ônibus de 820 metros na Avenida Marechal Deodoro interligado ao corredor da Avenida  Brasil com  acesso ao Terminal Central; construção do  corredor exclusivo de ônibus com 620 metros na Avenida Getúlio Vargas se  interligando ao corredor da Avenida Brasil; corredor exclusivo de 370 metros na Rua Guaporé e um Terminal de Integração com 1.038 metros quadrados na Estrada do São Francisco, no Bairro São Francisco; implantação do corredor de integração de 3,57 quilômetros entre o  1º e 2º Distrito da cidade com a construção da 5ª Ponte sobre o Rio Acre e a requalificação do corredor de transporte coletivo das ruas Nossa Senhora da Conceição, Rua 16 de Outubro, Travessa Honório Alves. As obras tem o compromisso de serem concluídas em 2016. “Nos próximos três meses iremos fazer os procedimentos administrativos necessários para darmos início as obras que tem o prazo de conclusão para 2016”, explicou o prefeito.

Além disso, o recurso concedido pela Presidenta Dilma será utilizado para estudos visando a implantação de transporte público hidroviário. Rio Branco ultrapassou uma fase (a do PAC Médias Cidades, que investe mais de R$60 milhões em 7 vias estruturantes) e já espalhou obras de duplicação em importantes corredores da cidade. Essa evolução permitiu que o Município recentemente solicitasse à Câmara de Vereadores autorização para contratar R$32 milhões da 3ª etapa do PAC Mobilidade Médias Cidades para qualificação de vias e interligação de bairros, o que foi aprovado.

Somando-se ao Pacto, a 3ª etapa do PAC Médias Cidades contempla investimentos conexos aos recursos liberados pela Presidenta Dilma e prevê a implantação de 4 corredores exclusivos de ônibus, implantação de 1 corredor preferencial de ônibus e 2 Interligações de bairros como foco no transporte urbano; construção de 30 abrigos de passageiros; construção de 20 Estações de passageiros e 1 estação de passageiros especial; construção de 2 terminais de integração; sistema viário para integração do 1º e 2º Distritos da cidade; implantação de Terminais de Transporte Público Hidroviário; implantação e melhoria de 32,5 quilômetros de ciclovias e 150 Estações de Bicicletas Compartilhadas; implantação e qualificação de 18,5 quilômetros de calçadas; estudos e projetos de viabilidade para implantação do Anel Viário.

Todas as obras são importantes e chamam atenção dos técnicos nos Ministérios em Brasília, como a implantação de Sistema Viário para integração do 1º e 2º Distrito, que consta da construção da 5ª Ponte Sobe o Rio Acre medindo 320 metros, interligando as duas regiões, e a requalificação do corredor de transporte coletivo na Rua Boulevard Augusto Monteiro e Nossa Senhora da Conceição. O projeto contempla ainda a construção de três terminais de transporte público no Rio Acre, sendo que haverá implantação imediata de dois terminais – um na Baixada do Sol e outro no Mercado dos Colonos.

Rio Branco não precisará pagar pelo recurso, lembra prefeito

O prefeito Marcus Alexandre comemorou e agradeceu muito por tudo o que foi feito em favor de Rio Branco pelos parlamentares e pela Presidenta Dilma Rousseff. “Foi um dia de muita alegria poder vir aqui com o senador Jorge Viana, a deputada Perpétua, o senador Aníbal, o deputado Sibá Machado, o deputado Taumaturgo. É um dia que fica para a história porque a presidente anunciou 70 milhões de reais de investimento além daquele que nós já estamos fazendo em sete ruas e avenidas. Nós vamos agora implantar seis corredores de transporte coletivo na Avenida Brasil, Avenida Ceará, Getúlio Vargas, Guaporé, podendo melhorar a fluidez dos ônibus no centro da cidade que é o nosso grande gargalo”, disse o prefeito. E completou: “Também vamos poder anunciar a construção da quinta ponte. Um sonho de Rio Branco. Nós que já fizemos a terceira e quarta ponte nos últimos anos que tem ajudado a melhorar muito o trânsito. Com a quinta ponte vamos poder unir a região da Baixada no Aeroporto Velho à região do Quinze e do Cidade Nova, próximo Centro Cultural do Lídia Hames. São 70 milhões de reais de recursos do Orçamento Geral da União. Não são empréstimos são recursos repassados sem que seja preciso contrair qualquer tipo de financiamento”.
 
Mobilidade social está na pauta do dia da Prefeitura

O tema mobilidade social está na pauta do dia. A aquisição em massa de veículos proporcionada pelo crédito fácil e preços reduzidos foi turbinada no Acre pela política de desenvolvimento socioeconômico implementada na última década. A frota de veículos saiu de 56 mil em 2005 para mais de 140 mil veículos em 2014. As ruas ficaram congestionadas. De outro lado, ainda a partir de 2005 a Prefeitura de Rio Branco e o Governo do Estado alavancaram um criterioso processo de implantou 60 quilômetros de ciclovias e ciclofaixas na cidade como teste para criação de vias exclusivas para o uso da bicicleta. Em 2007, articulado aos direcionamentos do Plano Diretor no município, o Plano Diretor de Transportes e Trânsito (PDTT) de Rio Branco buscou requalificar as vias existentes segundo novos critérios de segurança ao ciclista, considerou a implantação de mais 100 novos quilômetros de vias cicláveis e melhorou as calçadas da cidade, além de ampliar a malha viária e padronizar a sinalização no sistema.

Atualmente, a capital do Acre possui uma das maiores redes cicloviárias per capita do país, mas a política de mobilidade é muito mais ampla: no ano passado, com apoio da Câmara de Vereadores, o prefeito Marcus Alexandre determinou o congelamento da passagem de ônibus até 2014, ao mesmo tempo em que reduziu o valor de R$2,40 para R$2,35 para os passageiros que utilizarem o cartão de bilhetagem eletrônica. No final do ano passado, os ônibus coletivos marcaram o recorde de 3.000.000 de catracadas. Novos ônibus, terminais de integração, contratação de agentes de trânsito e modernização do sistema de transporte público são os responsáveis pelo uso cada vez maior do transporte coletivo.  
 
Jorge Viana

O trabalho desenvolvido pela gestão de Marcus Alexandre sempre foi motivo de elogio do senador Jorge Viana, um grande amigo de Rio Branco. O senador, de seu lado, destacou a importância de seu trabalho para obtenção dos recursos do Pacto Pela Mobilidade. “Hoje foi um dos dias mais especiais desse meu mandato no Senado. Ter participado dessa solenidade em que a presidente Dilma aprovando 70 milhões de reais para Rio Branco num projeto que a convite do prefeito Marcus Alexandre eu participei desde o começo, na concepção, na discussão técnica, com várias reuniões, defendendo dentro do ministério. E os recursos são do Orçamento Geral da União, ou seja, Rio Branco não vai ter que pagar. É um prêmio para o prefeito Marcus Alexandre. Mas é uma demonstração de amor e carinho da Presidente Dilma com nossa cidade e nosso Acre. Esse trabalho vai reforçar agora essa parceira que existe entre o governador Tião Viana, o prefeito Marcus Alexandre e a presidente Dilma. Os três espaços de poder atuando juntos é o melhor que a gente pode fazer por Rio Branco”, afirmou o prefeito. E finalizou: “Já valeu a pena ter estado aqui no Senado”.
 
FRASE

“Hoje é um dia de alegria. Esse recurso vai ajudar muito a mobilidade da nossa cidade. Agora é trabalhar para que a gente possa iniciar as obras e melhorar ainda mais o trânsito e o transporte coletivo da nossa cidade”.

Marcus Alexandre, prefeito de Rio Branco, sobre a liberação de recursos do Pacto Pela Mobilidade

{youtube}iCKqzG2zG8w&feature{/youtube}

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*