191017-politica-bispodonjoaquim-agenciadenoticias

Diocese acusa Governo de calote no Hospital Santa Juliana

“Hospital não pode continuar financiando o Estado”

O Conselho Presbiteral da Diocese de Rio Branco, composto por 10 padres liderados pelo bispo Dom Joaquin Pertiñez, assinou um comunicado em que expõe a situação financeira e administrativa do Hospital Santa Juliana. O documento informa que o Governo do Acre não paga no prazo acertado os custos que garantem a manutenção dos procedimentos médicos para cirurgias cardíacas e exames relacionados, como cintilografia, densitometria e litotripsia.

Por conta da falta de pagamento por parte do governo, as cirurgias cardíacas foram canceladas desde o dia 9 de outubro no Hospital Santa Juliana “sem data para retornar”, especifica a carta. “O Hospital Santa Juliana não pode continuar financiando o Estado, como ao longo destes últimos anos teve que fazer em repetidas ocasiões, pois fornecedores de materiais cirúrgicos, anestesistas, cirurgião … negam-se a realizar mais procedimentos se não recebem pelos seus trabalhos realizados”.

O Conselho Presbiterano da Diocese diz que já comunicou o calote do Governo do Acre ao Ministério Público e que tentou “dialogar” com o Governo do Acre, mas não houve resposta efetiva por parte da gestão pública.

A carta acaba adotando uma postura de ordem política quando também tenta responsabilizar qualquer eventual morte à ausência da prestação dos serviços. “A direção e administração do Hospital Santa Juliana não pode ser responsabilizada por nenhuma morte ou prejuízo de vidas humanas que puderem acontecer diante deste impasse. A Secretaria de Saúde é totalmente responsável por tudo o que possa acontecer, sendo o Ministério Público conhecedor e consciente de tudo”.

SESACRE

A Secretaria de Estado de Saúde, por meio da assessoria, informa que ainda não vai se pronunciar sobre o problema por enquanto. Mas, que o setor jurídico da Sesacre estuda os procedimentos legais que deve adotar a partir da decisão do Conselho Presbiterano da Diocese de Rio Branco e do Bispo Dom Joaquin Pertiñez.

A todas as Paróquias e Comunidades

Diocese de Rio Branco – AC

Rio Branco-AC, 18 de outubro de 2017.

Prezados Irmãos e Irmãs: Paz!

Por decisão do Conselho Presbiteral da Diocese de Rio Branco, realizado no dia 11 de outubro de 2017, e aprovado de forma unânime, ficou decidido comunicar a todas as pessoas de boa vontade das Paróquias e Comunidades de nossa Diocese, a situação atual do Hospital Santa Juliana, pertencente às Obras Sociais da Diocese de Rio Branco.

Após consultar e comunicar ao Ministério Público Estadual a situação atual, referente às cirurgias cardíacas realizadas no Hospital Santa Juliana, único Hospital em todo o Estado habilitado para cirurgias de alta complexidade e o único filantrópico com 60% do atendimento SUS e, devido aos atrasos nos pagamentos por parte da Secretaria de Saúde, resulta inviável continuar realizando ditos procedimentos. Portanto, as cirurgias cardíacas ficaram canceladas desde o dia 09 de outubro, assim, como exames de cintilografia, densitometria e litotripsia, sem previsão de data para voltar.

O Hospital Santa Juliana não pode continuar financiando o Estado, como ao longo destes últimos anos teve que fazer em repetidas ocasiões, pois fornecedores de materiais cirúrgicos, anestesistas, cirurgião … negam-se a realizar mais procedimentos se não recebem pelos seus trabalhos realizados.

Houve muitas tentativas de diálogo, nestes últimos tempos, sem resultado nenhum por parte do Governo do Estado. Com tudo isso, coloca-se em risco a vida de muitas pessoas necessitadas de ditas cirurgias, como já aconteceu anteriormente em outras ocasiões.

A direção e administração do Hospital Santa Juliana não pode ser responsabilizada por nenhuma morte ou prejuízo de vidas humanas que puderem acontecer diante deste impasse. A Secretaria de Saúde é totalmente responsável por tudo o que possa acontecer, sendo o Ministério Público conhecedor e consciente de tudo.

Peçamos ao Senhor da Vida que nos dê a todos corações sensíveis para ver as necessidades e os sofrimentos dos nossos Irmãos e Irmãs.

Conselho Presbiteral da Diocese de Rio Branco

Pe. Leôncio José Asfury, Pe. Jairo de Sousa Coelhà, e. Antônio José de Oliveira, Frei Antônio Chemim, Pe. Francisco das Chagas Monteiro, Pe. Francisco Valdênio Soares da Silva, Pe. Raimundo de Araújo Lopes, Pe. Jorge Herco Figueroa, Pe. André Nazaré de Andrade, Pe. Manoel Monte da Costa.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*