Diretora exonerada da Semsa não é mais investigada em PAD

Não há indícios de que ela teria interferido no procedimento administrativo disciplinar de Saúde Frank Lima

A Corregedoria-Geral da Prefeitura de Rio Branco informou a servidora pública Tatiane Mendes, que foi exonerada do cargo de diretora de gestão da Secretaria Municipal de Saúde na última quinta-feira (18), de que não há indícios de que ela teria interferido no procedimento administrativo disciplinar (PAD) do Secretário Municipal de Saúde, Frank Lima.

Dessa forma, a comissão decidiu por não prosseguir com nenhum procedimento investigativo ou acusatório sobre a servidora pública. Além disso, seu depoimento foi mudado para testemunha, e não mais para investigada, conforme o relatório final da comissão.

“Em relação a exoneração, é um ato do prefeito, então ele nomeia e exonera no momento que ele achar que deve. É uma gestão política, e eu não sou política, não sou de partido nenhum, e fui convidada para o cargo pelo meu currículo. Não sou uma pessoa que foi achada, e colocada lá do dia para noite”, afirmou.

Ela também acrescentou que irá ao Ministério Público do Acre (MPAC), pois o órgão não havia conseguido entrar em contato com ela, só com a Secretária Municipal de Saúde, porém não repassaram nenhum retorno sobre a tentativa de contato.

Entenda o caso

O Ministério Público do Acre (MPAC) solicitou o afastamento do secretário de saúde, Francisco Silva Lima, e da diretora de Gestão da Secretária Municipal de Saúde, Tatiane Mendes, para que não houvessem interferências no procedimento administrativo disciplinar (PAD). Após essa solicitação, a Prefeitura de Rio Branco acatou a decisão de manter os dois afastados desde o mês de setembro.

Contudo, na última quinta-feira (18), o prefeito Tião Bocalom assinou a exoneração da Diretora de Gestão. A decisão foi publicada no Diário Oficial do Estado (DOE). Também foi publicada a nomeação de Maria Rosângela Rosa dos Santos para assumir como Diretora de Gestão da Semsa.

No atual momento, o secretário de saúde continua afastado, e a Prefeitura de Rio Branco não informou mais detalhes sobre o caso.

Deixe uma resposta