120617-politica-gladsoncameli-tvgazeta

Dnit inicia obras de recuperação da BR-364

Parlamentares garantem que parte dos recursos está garantida

O início oficial das obras de recuperação da BR-364 deste ano foi realizado durante solenidade em frente ao Parque Industrial de Sena Madureira na manhã dessa segunda-feira (12).

Participaram do evento autoridades dos municípios próximos, deputados estaduais e federais e o senador Gladson Cameli, um dos responsáveis pela liberação de recursos.

Serão quatro lotes de serviços. O primeiro fica entre Sena Madureira e Manoel Urbano, no valor de quase R$ 49 milhões. O segundo entre Manoel Urbano e o Rio Jurupari, de aproximadamente R$ 43 milhões.

No dia 19 de junho, os outros dois lotes terão as obras iniciadas, entre o Rio Jurupari a Feijó, no valor de R$ 40 milhões e o último de Feijó a Tarauacá, de quase R$ 50 milhões. Esses são os trechos mais críticos.

Durante anos, a BR recebeu investimentos de aproximadamente R$ 2 bilhões. Utilizada como bandeira de vários governos, a rodovia que liga Rio Branco ao Juruá continua intrafegável.

Os buracos e a lama tomam conta de boa parte da rodovia. Por esse motivo, a 364 já foi alvo de intensos debates, manifestações e brigas políticas. “Eu vejo um debate desnecessário contra um beneficio que vai beneficiar milhões de brasileiros. E digo milhões porque não é só o Acre. Nós temos a Estrada do Pacífico. Nós temos o Brasil com o um todo”, disse Cameli.

Dezenas de máquinas, caminhões e caçambas já estão prontas para o início do serviço. Os operários das empresas vencedoras do certame acompanharam a solenidade. “É uma obra de grande importância para o Acre, principalmente aqui para nossa cidade”, comentou o prefeito de Sena, Mazinho Serafim.

O superintendente do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), Thiago Caetano, assegura que essa obra terá maior durabilidade, já que foi bastante discutida e teve um projeto elaborado com especialistas dos mais diversos setores.

“Os serviços que serão feitos são basicamente de reciclagem, incorporando pedra sobre o solo de qualidade da jazida, pra que a gente possa aumentar a capacidade estrutural da rodovia. Essa é apenas a primeira fase. Em seguida, virá a construção de novas camadas estruturais, drenagem. Realmente, um serviço de grande porte será feito”, explicou.

Toda a reconstrução dessa primeira etapa deve durar três meses. Após os serviços concluídos, o contrato de manutenção por parte das empresas vai até dezembro de 2019. Os recursos de mais de R$ 110 milhões do Governo Federal já estão assegurados.

A outra etapa compreende de Tarauacá a Cruzeiro do Sul. Os investimentos são praticamente do mesmo valor. A bancada federal afirma que vai ajudar na liberação desses recursos e fiscalizar o cumprimento do contrato. Os órgãos de controle também foram convidados para monitorar os trabalhos.

“Primeiro o empenho da bancada em liberar os recursos iniciais para que o Dnit e o 7º BEC possam realizar essa fase da BR-364. E o mais importante é a participação dos órgãos de controle, a Controladoria Geral da União, o TCU. Todos estão aqui presentes para fiscalizar passo a passo o andamento da obra”, afirmou o deputado federal Alan Rick, que também estava presente na solenidade.

Até o fim do mês, o Dnit promete que também deve iniciar uma operação tapa buracos entre Rio Branco e Sena Madureira, que precisa de reparos.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*