BR 364 corre risco de ficar fechada para tráfego de veículos

Dnit está realizando manutenção na rodovia, porém devido a falta de recursos, obra pode parar

O Departamento de Infraestrutura de Transporte no Acre (Dnit) está realizando manutenção na BR 364, porém devido à falta de recursos, essa obra pode parar. Em consequência disso, a rodovia poderá ficar completamente fechada para o tráfego de veículos em 2022.

Nesse ano de 2021 os recursos foram menores, entre 120 e 140 milhões de reais. Vale lembrar que as empresas chegaram a pedir realinhamento de contrato, pois no período da pandemia os insumos aumentaram além do preço que era esperado.

O assunto foi motivo de debate na Assembleia Legislativa do Acre (Aleac), há algumas semanas. Nesse momento a superintendência pediu mais uma vez apoio dos deputados estaduais para resolver a situação.
Além disso, o Governo Federal anunciou cortes nos investimentos e no orçamento, e para a rodovia está previsto no ano de 2022 aproximadamente 50 milhões de reais.

Os parlamentares pretendem acionar a bancada federal do acre para tentar reverter essa realidade e assim conseguir mais recursos, inclusive para os novos contratos.
“Nós estamos oficializando isso, para nossa bancada federal para que possa junto ao Governo Federal, já que teve um apoio de mais de 70%, precisamos desses investimentos para nossa região. O desenvolvimento do comércio, a vida, saúde das pessoas dependem dessa BR”, afirmou o Deputado Estadual pelo PSB Jenilson Leite.

Os parlamentares correm contra o tempo para evitar que isso ocorra. Pois com a proximidade do inverno amazônico, e com o início das chuvas com frequência, a ideia será intensificar os trabalhos de manutenção agora, mas ainda sem saber como vai ficar em 2022.

“Com esse orçamento fica praticamente inviável, então essa bancada vai ser importante para colocar mais uma parte de porte financeiro nesse orçamento, sobre pena de termos sérios problemas essa BR no ano que vem”, concluiu o deputado estadual pelo PTB Marcus Cavalcante.

 

Com informações de Jardel Angelim

Deixe uma resposta