Em entrevista, Jorge Viana cogita candidatura ao Governo

A afirmação foi feita no programa Gazeta Entrevista, na edição desta sexta-feira (01)

Durante edição desta sexta-feira, 01, no programa Gazeta Entrevista, apresentado pelo jornalista Itaan Arruda, o convidado pré-candidato ao Senado da República, Jorge Viana, do PT, afirmou que dependendo do cenário político, ele poderá concorrer ao governo do Acre.

Esse assunto surgiu após o jornalista realizar uma especulação de cenário nas eleições desse ano, no qual o  governador Gladson Cameli, do Progressistas, é reeleito, junto com a vice-governadora Márcia Bittar, do PL, e o Jorge Viana é eleito Senador da República. Segundo o petista, caso tenha essa chapa, algumas mudanças teriam que ocorrer.

“Eu provavelmente não vou ser candidato ao Senado, eu vou ter sido derrotado por eles no governo, pois aí eu prefiro disputar o governo. Eu tenho muito amor pelo Acre, não estou na política para ocupar um cargo por vaidade, estou na política para dar vezes para os outros, por isso, eu discuto Jenilson, Marcus Alexandre, e se dependesse de mim, um desses companheiros, seriam candidatos ao governo e eu ao Senado”, explica o petista.

Na entrevista, ele também comentou sobre a escolha da vice-governadora de Gladson Cameli. “Eu acho que ele está brincando em escolher uma Márcia Bittar de vice ou ele está enganando alguém. Se tem uma coisa ruim para quem está na política, é que hoje, ninguém acredita mais no que o governador fala ou assume publicamente. Mas nós que temos responsabilidade com o Estado, a nossa ideia é levar esse movimento a sério”, afirma Viana.

Se você não conseguiu assistir a entrevista, pode conferir ela completa por meio desse link: https://fb.watch/d-c3wPD0B2/

01 Comentário

  1. Me lembro do vídeo dele em Istambul. Sei de milhares de pessoas, servidores públicos morando fora do estado e ate do pais. O Lulu não é inocente foi livrado. Moro no meu bairro a 20 anos e sei muito bem o que foi a ruas do povo, sei também da agua que prometeram aqui. Ele morre defendendo o Lula.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*