thumb moisesdiniz1

Senado: Moisés garante que Perpétua não vai recuar

“A Frente Popular não deve lançar duas candidaturas”, disse

A discussão sobre qual candidato da Frente Popular disputará o Senado nas eleições deste ano ocupa o noticiário político desde que vazou a informação que a chapa majoritária já estaria definida, com a deputada federal Perpétua Almeida(PCdoB) sendo a escolhida para disputa. A cúpula do Partido dos Trabalhadores negou, alegando que o senador Aníbal Diniz seria o candidato natural do PT à reeleição, e que o partido já teria homologado o seu nome.

Neste fim de semana, várias reuniões forma realizadas entre dirigentes e militantes do PT, em busca de uma solução para o impasse, o que não aconteceu. A posição oficial do PT ainda é de que Aníbal Diniz será candidato a reeleição pelo partido.

Longe da polêmica, a deputada Perpétua Almeida está em pré-campanha, visitando ribeirinhos do rio Môa, na região do Juruá. Nesta segunda-feira, 6, o presidente regional do PCdoB, deputado Moisés Diniz se pronunciou.

“Em nenhuma hipótese ela vai retirar essa pré-candidatura. Ela tem uma sigla para disputar, que é o PCdoB, isso já está decidido desde o ano passado, em reunião plenária do partido”, afirma Moisés Diniz.

Sobre a possibilidade de duas candidaturas ao Senado pela Frente Popular, segundo Moisés Diniz, é improvável que isso aconteça. “ Isso é um erro. A Frente Popular não deve lançar duas candidaturas, porque não temos essa tradição. Cria-se uma divisão entre a militância, cria-se uma cizânia desnecessária”, alerta o deputado.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*