thumb anibalge

Aníbal: “Essa vaga não é de um adversário, mas de um aliado”

Senador referiu-se à pré-candidata do PC do B, Perpétua Almeida

Durante participação no ‘Gazeta Entrevista’ da última terça-feira, 5, o senador Aníbal Diniz reafirmou que é o candidato do Partido dos Trabalhadores, PT, para concorrer as eleições de 2014. “Essa vaga não é de um adversário, mas um aliado”, disse.

O parlamentar referiu-se a pré-candidata do PC do B, Perpétua Almeida. Diniz afirmou que a disputa interna na Frente Popular chega a ser deselegante, pois ele é o nome natural o cargo. “Em 2010, o PC do B teve a chance de concorrer a uma vaga ao Senado e não venceu”, lembrou.

Aníbal acredita que o lançamento de duas candidaturas da FPA beneficia o deputado federal Gladson Cameli(PT) que também disputa a vaga. Mas o parlamentar enfatizou que “o quadro ainda não está definido.”

Quando o assunto foi à eleição interna do PT, Diniz argumentou que fez de tudo para unificar as candidaturas, porém, não conseguiu êxito. Ele pediu participação dos militantes e reiterou apoio a Ermício Sena.

Diniz também comentou as declarações feitas por Márcio Bittar(PSDB) ao jornalista Alan Rick. O deputado federal citou que a Frente Popular é um ‘balaio de ratos’. “Ele tentou passar uma mensagem pejorativa. Ele não tem autoridade para falar do assunto”, enfatizou.

O senador lembrou os casos de corrupção envolvendo o nome de Mauro Bittar, irmão do parlamentar. “É melhor que o deputado aguarde purificação”, falou. Diniz ainda argumentou que Márcio precisa conhecer e pisar os pés e o coração no Acre.

 

{youtube}8lcDbTe9qCs{/youtube}

{youtube}S7nS_lpaHrw{/youtube}

 {youtube}g-eN7HzKUGs{/youtube}

{youtube}niawbtaIMls{/youtube}

Deixe uma resposta