thumb evomorales

Evo pode discutir segurança na fronteira e copiar piscicultura

Governos do Acre e Bolívia vão se reunir nesta sexta-feira

O governador Tião Viana e os secretários das áreas de produção e segurança pública devem participar de uma reunião com autoridades bolivianas nesta sexta-feira, 15, para discutir a cooperação técnica para um programa de piscicultura na região de Pando e o reforço das policias no combate ao tráfico de drogas e a redução da burocracia para a devolução de veículos furtados no Brasil que vão para o país vizinho.

Havia a informação de que o presidente Evo Morales participaria desse encontro, mas, por enquanto, a Assessoria de Comunicação do Governo do Acre não confirmou sua presença.

Quem estará presente  é o ministro mais influente do governo boliviano, Juan Ramom Quintana, que já esteve em Rio Branco visitando projetos de criação de peixes.

A Bolívia tem interesse de fazer convênio para instalar programas de criação de peixes parecido com o do Acre, onde estão sendo construídos no mesmo local, um complexo para  reprodução de alevinos, fábrica de ração e um frigorífico.

Quem também vai participar desse reunião é o secretário de segurança pública Reny Graebner. A policia boliviana, em Pando, vive mudando de comando. Quando sai um oficial, os acordos feitos com o governo do Acre são quebrados. Segundo Reny,  com a presença de um  ministro, e, possivelmente, o presidente Evo Morales, será possível fechar um acordo com maior duração no combate ao tráfico de drogas e na devolução dos carros roubados no Brasil.

Os veículos furtados no Brasil geralmente são regularizados na Bolívia, e mesmo que o carro seja identificado, e se procure as autoridades bolivianas, a burocracia faz com que a devolução dure meses ou nunca se consiga o veículo de volta. Já para o tráfico de drogas faltam ações mais efetivas das policias dos dois países na fronteira.

Deixe uma resposta