030817-politica-jacksonramos-tvgazeta

Fala de vereador contra Gladson ainda rende polêmica

Jackson Ramos diz que foi mal interpretado

A fala do vereador petista Jackson Ramos, durante a sessão de quarta-feira, foi parar em Brasília e tinha como alvo o senador Gladson Cameli (PP).

O vereador disse hoje que foi mal interpretado. Entretanto, o que chegou ao senador e pré-candidato ao governo foi um duro ataque. Gladson foi chamado de “forasteiro” e que seu nome foi citado na Lava Jato, pois sua família tem uma grande empresa no estado do Amazonas e já foi citada nas operações da Polícia Federal.

“Eu acho que uma empresa desse porte citada numa investigação de corrupção, a pessoa ligada a ela deveria abrir mão de ser governador do Estado. Foi isso que quis dizer durante minha fala. Não quis ofender a honra de ninguém”, explicou.

Na Câmara, o vereador Roberto Duarte fez a defesa do Senador e acusou a Frente Popular de fazer uma campanha difamatória, antecipando o período eleitoral que começa só no ano que vem.

“Essa é a uma prática comum do PT: atacar a honra das pessoas. O vereador Jackson Ramos deveria, antes de falar, conhecer a família Cameli, visitar Cruzeiro do Sul. Eles estão sentindo como será difícil manter o governo diante do nome de Gladson”, retrucou.

Em Brasília o senador também falou sobre o assunto. Sem citar nomes, fez a defesa informando que “não é forasteiro”, pois nasceu em Cruzeiro do Sul e que a população do Acre tem o direito de escolher o que achar melhor para o Estado. O áudio foi parar nas redes sociais.

Com os nomes se polarizando para a vaga de governo, esses ataques passam a ser comuns até outubro do ano que vem.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*