Banner-flavianomelo2

Flaviano destaca Revolução Acreana

Parlamentar frisou revolução como processo histórico

Em discurso, o deputado Flaviano Melo (PMDB) lembrou na Câmara dos Deputados, nesta quarta-feira (6 de agosto), a Revolução Acreana. O parlamentar ressaltou que o movimento traduziu a revolta dos seringueiros, liderados por Plácido de Castro, que ocupavam o atual estado do Acre no início do século XX, a partir de Xapuri. À época, os rebeldes tomaram toda a região (com exceção de Puerto Alonso, hoje Porto Acre), então pertencente à Bolívia. ”Foi um ato de coragem de determinação”, garantiu o deputado.

O deputado destacou que a Revolução veio resultar na incorporação do território acreano ao Brasil, após a renúncia oficial dos bolivianos de seus direitos sobre o território, com a assinatura do Tratado de Petrópolis. O acordo previa o pagamento de 2 milhões de libras esterlinas e a construção da estrada de ferro Madeira-Mamoré. ”Foi uma saga que honra os acreanos pelo heroísmo e esforço de guerra, que felizmente acabou pela via diplomática”, disse.

Por fim, Flaviano ressaltou que os acreanos souberam honrar e deixar marcado no Estado os maiores nomes de sua história. Por isto mesmo, o barão do Rio Branco (responsável pelo Tratado de Petrópolis) teve seu nome homenageado na capital do Estado, assim como Assis Brasil (ativo participante das negociações do tratado) e Plácido de Castro (herói militar da revolução) são nomes de municípios”. O Acre, para orgulho de seus filhos, se tornou brasileiro graças à bravura de seus habitantes”, resumiu.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*