dinheiro

LDO: perspectiva de redução para 2014

Volume menor é consequência da disponibilidade reduzida dos

recursos de empréstimos. O Palácio Rio Branco reviu para baixo sua perspectiva de Orçamento para 2014, ano de eleição. Dos atuais R$ 5,127 bilhões previstos para serem executados em 2013, o governo prevê receita de R$ 5,104 bilhões no próximo ano.

De acordo com o relator da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) na Assembleia Legislativa, Geraldo Pereira (PT), este volume menor é consequência da disponibilidade reduzida dos recursos de empréstimos.  

Em 2012 o governo chegou a contratar R$ 1 bilhão em crédito junto a bancos nacionais e estrangeiros. Segundo Pereira, boa parte desta verba estará em execução em 2013, ficando outra parte menor para o ano seguinte.

Além deste aporte, o Acre trabalha com melhoras nas perspectivas econômicas. Desde 2012 os repasses do Fundo de Participação dos Estados (FPE) têm sofrido queda significativa.

Por conta desta vulnerabilidade o Estado ficou inviabilizado a fazer um incremento de seu orçamento anual, interrompendo série histórica de significativo crescimento. Até 2016 as projeções são para Orçamento na ordem de R$ 5,1 bilhões.

A Assembleia Legislativa votará a LDO até a próxima quinta-feira, prazo estabelecido pelo Regimento Interno, antes do recesso parlamentar do meio do ano. Deputados da base e do governo criticam a tramitação da matéria, sem tempo de análise por parte do Parlamento.

Deixe uma resposta