010218-politica-contracheque

Governo lança sistema para acesso de contracheque

Objetivo é facilicar acesso aos servidores

Com objetivo de simplificar o acesso do servidor público ao contracheque, a Secretaria de ciência e tecnologia elaborou um novo sistema que foi lançado nesta quinta-feira (01)

O trabalho de pesquisa começou no ano passado, foi desenvolvido nos últimos três meses e passou a operar nesta semana. De um modo mais simplificado, os servidores podem a partir de agora consultar o contracheque e executar outros serviços através da nova ferramenta.

Segundo o diretor de modernização administrativa, André Gasparini, além de diminuir de 10 para dois cliques o acesso ao contracheque, os usuários do sistema terão outras vantagens.

“Pelo ano ele tem todos os contracheques, os rendimentos, e a parte gráfica que vai ajudar na gestão financeira pessoal de saber quanto tem de desconto, quanto tem em relação aos proventos. A parte da autenticação, hoje o pessoal usa o contracheque pra fazer empréstimo, financiamento, então já traz um QR Code pra que a instituição que está trabalhando com ele possa fazer a validação de que aquele contracheque é real”, exemplifica Gaparini.

Em 2017, a Secretaria de Ciência e Tecnologia computou a emissão de 770 mil contracheques e 646 mil acessos.

“Nós queríamos aperfeiçoar pra realmente lançar um sistema que contemplasse todas as demandas que nós tínhamos de servidores, inativos e aposentados e com essa plataforma conseguimos inclusive a questão de visibilidade de layout. Antes a letra era um pouco mais grossa, então os aposentados tinham dificuldade de ler. Hoje você vai ver que é bem clara a leitura dele”, destaca a secretária de ciência e tecnologia, Renata Souza.

Mesmo acessível, a nova plataforma está em fase de implantação e paralelo a ela, o antigo sistema continua funcionando.

“Ontem tínhamos de 10 a 20 acessos por minuto, então optamos por lançar na intranet. Todos os servidores ativos através de e-mail institucional consegue ter acesso e durante o mês de fevereiro vamos fazer a transição e no final de fevereiro a gente garante o acesso para ativos e inativos na internet, onde vai poder acessar de qualquer rede que tiver”, completou a secretária.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*