100217-politica-etapaalimentacao-taiane

Governo propõe volta da “etapa alimentação” para março

Debates foram realizados com comando da PM e Bombeiros

Os comandantes da Polícia Militar e Corpo de Bombeiros do Acre apresentaram na manhã desta quinta-feira (9), no auditório da Aleac, a proposta do governo para os militares da reserva que em dezembro do ano passado teriam tido a suspensão da etapa alimentação.

De acordo com o subcomandante da PM, Coronel Ricardo Brandão, durante reunião com o governo na tarde de ontem teria sido proposto um acordo para que o valor da etapa alimentação, de R$ 571, seja mudado de categoria e passe a ser incorporado ao adicional de formação.

“O governo apresentou a proposta de restituição do valor da etapa de alimentação que foi retirada em dezembro dos inativos já para o mês de março”.
Além do retorno do beneficio o governo garantiu ainda que será pago o retroativo a categoria.

O que preocupa agora os militares é que, de certa forma, eles “saíram perdendo”, pois o valor quando era pago como etapa alimentação não era descontado Imposto de Renda. Já com a mudança para adicional esse valor será passível da cobrança.

“A assembleia geral deliberou positivamente para a proposta do governo e agora a gente senta pra tentar amenizar as perdas que nós teríamos, sobretudo, neste caso com o imposto de renda”, disse o presidente da Associação dos Militares do Acre, Joelson Dias. “Continua a negociação com o governo”, concluiu.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*