250817-politica-luzielcarvalho-arquivo

Governo reage à denúncia do Ministério da Agricultura

Ministro Maggi foi informado do problema acriano

O ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Blairo Maggi, já está informado a respeito da denúncia feita pela superintendência do Mapa no Acre relacionada à empresa Peixes da Amazônia. Durante parte da manhã desta sexta-feira (25), o responsável pelo órgão no Acre, Luziel Carvalho, ficou em contato com Brasília explicando as medidas de rotina a que o empreendimento foi submetido.

Em nota, o Governo do Acre classifica a conduta de Carvalho como “expediente irresponsável” ao fato de o gestor ter tornado públicas as supostas irregularidades constatadas pelos técnicos do Ministério da Agricultura nas inspeções feitas.

Estrategicamente, a nota faz um comparativo da postura do Ministério da Agricultura no Acre com a operação Carne Fraca. O Palácio Rio Branco calcula que essa comparação torna o ministro simpático ao argumento de que nada de anormal existe na empresa acriana. Maggi é um dos maiores críticos à operação executada pela PF.

A nota acusa o gestor Luziel Carvalho de usar o cargo para finalidade políticas. “A postura do agente comissionado na Superintendência do Mapa, claramente levado por motivações partidárias, trouxe prejuízos à imagem da empresa”, afirma o documento.

O Governo do Acre também já anunciou que vai rescindir acordo de cooperação técnica com o Ministério da Agricultura.
O superintendente do Mapa no Acre, Luziel Carvalho, foi procurado para se defender das acusações. Estava em “telefonemas com Brasília” e disse que retornaria a ligação.

Nota oficial em defesa da piscicultura

O Governo do Estado do Acre tem dever com a promoção e a defesa da economia popular, ainda mais neste momento, agravado pelas pressões da crise nacional. Por isso reage com determinação ao expediente irresponsável de vazamento e manipulação de notícia, procedimento que ameaça a integridade do consistente programa de piscicultura no estado, já reconhecido como referência na Região Norte e em todo o país.

O Governo do Estado oficiou ao titular do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Blairo Maggi, a rescisão do acordo de cooperação com a Superintendência do Mapa no Estado do Acre, que perde seu sentido de colaboração técnica, fiscalização, defesa e inspeção sanitária, animal e vegetal, quando essa mesma instituição se envolve com a divulgação precipitada e danosa de uma inspeção técnica de rotina, realizada na indústria Peixes da Amazônia.

A postura do agente comissionado na Superintendência do Mapa, claramente levado por motivações partidárias, trouxe prejuízos à imagem da empresa e a mais de seis mil produtores – pequenos, médios e grandes, com reflexos financeiros negativos. A Peixes da Amazônia sofre o mesmo tipo de ataque covarde que fizeram com a carne brasileira, que é a melhor do mundo.

O Governo do Estado reforça seu compromisso com o setor produtivo, a população e as instituições que primam pelo trabalho com ética, qualidade, profissionalismo, somando esforços por um Acre desenvolvido, conservado e produtivo.

Governo do Estado do Acre

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*