thumb HenriqueAfonso

Henrique Afonso chama Frente Popular de oportunista

Declaração foi feita durante evento da oposição, nesta sexta

Um café da manhã reuniu militantes e lideranças do Democratas nesta sexta-feira, 13, para a inauguração da nova sede do partido, no bairro do Bosque, em Rio Branco. Apesar de estar a pouco tempo na legenda, Tião Bocalom foi o anfitrião do evento.

Entre os convidados estava o deputado federal Henrique Afonso(PV), recém-saído da Frente Popular, e possível aliado de Bocalom nas próximas eleições. Enquanto o café da manhã acontecia os dois conversavam demoradamente e posavam para fotos. O assunto entre eles? A possível aliança de ambos na disputa majoritária.

“Agora chega o nome do deputado Henrique Afonso, que deixou a Frente Popular, foi um grande desfalque para a Frente Popular, vem lá do Juruá com uma situação política bastante consolidada, e vem ajudar o nosso grupo a tocar o nosso projeto também, dentro do grupo das oposições”, declarou Tião Bocalom.

Henrique Afonso mostrou-se a vontade, e por onde passa demonstra entusiasmo com a repercussão de sua saída da Frente Popular, que segundo ele, mostra força de seu grupo.“ Esse impacto que se teve é exatamente uma demonstração que nós não podemos relevar nenhum partido, por menor que aparente ser”, afirmou Henrique.

Essa aproximação recente entre Tião Bocalom e Henrique Afonso é a novidade no cenário político atual. A aliança antes improvável começa a ganhar força, com a promessa de que no ano que vem, aquele que estiver melhor colocado nas pesquisas e apresentar a melhor estrutura de campanha vai encabeçar a chapa desse grupo de oposição, que tem ainda como aliado o senador Petecão.

Ainda durante o café da manhã de inauguração da nova sede do Democratas, Henrique Afonso falou da cassação do diploma do prefeito de Cruzeiro do Sul, Vagner Sales(PMDB), que poderá culminar com a perda de mandato. A sentença é resultado de uma ação na Justiça Eleitoral impetrada por Henrique Afonso, quando disputou com Vagner a prefeitura de Cruzeiro do Sul no ano passado.

“A Frente Popular não tem o direito de ser oportunista nesse momento e querer me execrar publicamente em Cruzeiro do Sul, atribuindo unicamente e exclusivamente a mim essa responsabilidade,  acho muito estranho como é que pessoas do PCdoB, nota do PT, hoje estarem interessados em execrar Henrique Afonso dentro desse processo”, disse o deputado.

Deixe uma resposta