090218-politica-operacao-lares-novafase

Justiça anula contratos de 31 casas do Rui Lino

Casas populares foram alvo da Operação Lares

O esquema de venda de casas populares no Rui Lino três ganhou um novo capítulo. No ultimo dia 5, a Caixa Econômica Federal enviou ofício a Secretaria Estadual de Habitação (Sehab) informando que teve favorável uma decisão judicial.

O pedido era pela nulidade entre os contratos assinados com as 31 pessoas que foram retiradas dessas unidades, em virtude da Operação Lares. “O que a Caixa Econômica pediu num documento que recebemos na terça-feira passada foi para que nós possamos selecionar, o governo do estado faça a seleção de mais 31 famílias pra estarem ocupando as 31 casas do residencial Rui Lino,” explicou a secretária da Sehab, Janaina Guedes.

Desde que a Operação Lares foi desencadeada, no dia primeiro de fevereiro de 2016, as unidades habitacionais ficaram sob judicie e não poderiam receber qualquer intervenção do governo do estado ou mesmo da caixa.

A equipe de reportagem da TV Gazeta pediu informações ou entrevista com a superintendência da Caixa Econômica para tratar desse assunto, mas a assessoria de imprensa não retornou ao pedido de entrevista e nem repassou mais detalhes do caso.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*