24-06-21-leo-bolsonaro

Leo de Brito é agredido por Eduardo Bolsonaro na Câmara

Deputados participavam de audiência pública nesta quarta

A audiência pública nesta quarta-feira (23) discutia a pretensão do Governo Federal em editar decreto para que seja dada nova interpretação à Lei de Direitos Autorais e ao Marco Civil da Internet. Impedindo que as redes sociais sofram o que o governo chama de censura ideológica.

Os deputados também debatiam o projeto conhecido como Lei das Fake News, que já foi aprovado no Senado Federal e vem sendo debatido na Câmara dos Deputados.

O bate boca entre os deputados Eduardo Bolsonaro, do PSL, e Leo de Brito, do PT, começou quando o petista questionava o ministro do Turismo, Gilson Machado, e o secretário nacional de cultura, Mário Frias, sobre a disseminação de notícias falsas a cerca de vacinação contra a covid-19 e sobre o “tratamento precoce” que não tem comprovação científica.

No final da audiência pública o deputado Léo de Brito lamentou o episódio e disse que esse tipo de comportamento não o amedronta, mas envergonha o parlamento. O petista disse ainda que vai continuar expressando suas opiniões e tecendo críticas devidas ao Governo Federal.

“Quero repudiar o episódio lamentável que aconteceu aqui na comissão. Estávamos fazendo um debate sério com o ministro, falando sobre a questão da internet e do turismo no Brasil, e infelizmente, fui interrompido de maneira desrespeitosa pelo filho do presidente da república, o deputado Eduardo Bolsonaro, que tentou cercear minha palavra”, destacou Brito.

Deixe uma resposta