thumb geraldo-pereira-02

Líder do PT diz estar perplexo com requerimento de Antônia Sales

Deputada quer um diagnóstico detalhado do Ruas do Povo

O clima esquentou entre a deputada Antônia Sales (PMDB) e o deputado Geraldo Pereira (PT), durante sessão ordinária, na manhã desta quinta-feira, 13, na Assembleia Legislativa do Acre. O motivo do debate entre os parlamentres diz respeito ao requerimento apresentando pela deputada da oposição solicitando ao Departamento Estadual de Pavimentação e saneamento – DEPASA que informasse o nome e endereço completo das ruas construidas através do Programa Ruas do Povo, até o final do ano de 2013, dos municípios de Rio Branco e Cruzeiro do Sul.

O líder do PT começou seu pronunciamento questionando Antônia Sales se o prefeito de Cruzeiro do Sul, Vagner Sales, não teria a informação solicitada por ela. “Quanto a informação de quantas ruas já foram asfaltadas em Cruzeiro do Sul, creio que o prefeito de lá pode nos informar ou ele simplesmente não sabe?”.

Pereira afirmou estar perplexo com o requerimento apresentado pela parlamentar haja vista que “em nenhum momento o governador recuou em seu objetivo de afastar as ruas dos municípios acreanos. “”Fiquei perplexo com o requerimento da deputada Antônia Sales. Não compreendo os motivos que a levaram tomar essa atitude, uma vez que o governador nunca desistiu de pavimentar todas as ruas de Rio Branco. Firmamos esse compromisso e vamos cumpri-lo”.

Em resposta ao pronunciamento do líder do PT na Casa do Povo, a deputada oposicionista afirmou ser legisladora e fiscal do governo, portanto, como prerrogativa sua, exerce apenas seu papel. “Acho interessante o líder do PT me exigir  ter a obrigação de saber  quais ruas foram asfaltadas em Cruzeiro do Sul quando nem ele mesmo sabe. Não vejo motivo para que o deputado fique perplexo com meu requerimento, sou legisladora e fiscal das ações do governo, logo, estou apenas exercendo minha função. Eu posso pedir informação e ele tem a obrigação de me dá. Se por acaso o governo se abster de responder ao meu requerimento, buscarei a resposta de outra forma, exercendo meus direitos constitucionais.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*