020218-politica-aberturacamara-tvgazeta

Marcus Alexandre não vai à abertura de ano legislativo

Gesto provocou primeira polêmica do ano na Câmara

No primeiro dia de trabalho de Câmara de Rio Branco, o primeiro entrave entre base do prefeito Marcus Alexandre e oposição. Os vereadores esperavam a presença do prefeito para a leitura da mensagem governamental, que é uma espécie de prestação de contas e o anúncio dos projetos para esse ano. O prefeito mandou o secretário Márcio Oliveira para substituí-lo e outro grupo de secretários para participar da sessão solene.

A oposição não perdoou e acusou Marcus Alexandre de desrespeitar a casa legislativa e de ficar com medo de encarar os vereadores que poderiam questionar sua administração, principalmente, a grande quantidade de buracos que tomou conta da cidade.

“Isso mostra o compromisso que esse prefeito tem com a Câmara e com a cidade. Ele fez diversas promessas de campanha e não cumpriu, e que seriam cobradas por isso não veio”, reclamou o vereador Roberto Duarte, do MDB.

A base do prefeito acusou a oposição de fazer teatro. “O importante era a mensagem governamental e a presença dos secretários que compareceram à sessão e os discursos fazem parte do cenário da eleição de 2018”, retrucou o vereador petista Rodrigo Forneck.

Mas, se houve desrespeito não foi apenas do prefeito Marcus Alexandre. Ao menos 5 vereadores não compareceram à sessão. Um deles, o próprio presidente da Casa, Manoel Marcus.

Os vereadores estão de férias desde 19 de dezembro. Foram quase dois meses de recesso e o presidente da Mesa Diretora deixou para viajar no período de trabalho.

Quanto ao prefeito, o secretário da subchefia de assuntos jurídicos, Márcio Oliveira, explicou por que não compareceu: “O regimento interno da Câmara não exige a presença do prefeito, qualquer secretário pode ler a mensagem governamental”, esclareceu.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*