280817-politica-alanrick-assessoriaparlamentar

Médicos acrianos formados no exterior no Mais Médicos

Resultado da ação do parlamentar Alan Rick

O Ministério da Saúde divulgou na semana passada o resultado do edital para contratação de profissionais do programa Mais Médicos com vagas que antes eram destinadas a médicos cubanos, serão preenchidas por brasileiros formados no exterior.

Ao todo, 68 acrianos estão entre os aprovados e irão trabalhar em diversas cidades do país. A inclusão dos médicos formados no exterior no programa Mais Médico é resultado do trabalho parlamentar do deputado federal Alan Rick (DEM).

Em abril deste ano, durante agenda no Acre, o secretário de Gestão do Trabalho e da Educação da Saúde – SGTES, do Ministério da Saúde, Rogério Abdalla, acatou solicitação do deputado acreano, que saiu em defesa dos estudantes e médicos formados no exterior, e durante reunião com mais de 50 destes profissionais informou que o edital já sairia com as novas regras estabelecidas pela solicitação de Alan Rick, o que realmente aconteceu.

“Vim aqui trazer a boa notícia. Cuba fez pressão e nós tomamos uma decisão: as vagas antes preenchidas por cubanos agora serão preenchidas por médicos brasileiros, incluindo os formados no exterior”, disse à época.

Alan Rick, que tem sido um dos grandes batalhadores na inclusão de médicos brasileiros formados no exterior no programa Mais Médicos, fez questão de agradecer ao secretário. Na manhã desta segunda-feira (28), em conversa telefônica com Abdalla, destacou a importância e o impacto desse resultado para os médicos acrianos formados no exterior.

“Tivemos uma grande vitória no ano passado, quando o Ministério da Saúde incluiu na Portaria Interministerial 1708/2016, a emenda que regulamenta a regra voltada aos médicos estrangeiros de que o país de formação tenha relação médico/habitante superior a 1,8 por mil habitantes. Agora avançamos muito mais. Quero aqui agradecer ao ministro Ricardo Barros e ao Dr. Abdalla que não mediram esforços para que esse dia chegasse e 68 médicos acrianos pudessem ser incluídos no Mais Médicos neste último edital”, disse o deputado acriano.

Mayara Mesquita da Costa, médica formada no exterior e aprovada no edital para trabalhar em Barras, interior do Piauí, diz estar 100% satisfeita com a ação parlamentar do deputado federal Alan Rick na defesa dos acrianos que se formaram no exterior.

“Tenho muita gratidão para com o deputado. Nós colocamos nossas demandas, ele nos ouviu, lutou pelos nossos direitos e agora podemos participar dos editais do Mais Médicos. Eu mesma irei para o Piauí. Essa é uma grande vitória. Vários colegas foram aprovados neste edital e outros também serão no futuro. Isso é muito bom”, destaca.

Fabiana Chaves é outra médica formada no exterior aprovada no edital para trabalhar no Espírito Santo, que reconhece a luta do deputado Alan Rick em defesa da categoria. “O deputado não tem noção da felicidade dos nossos pais. Não falo só por mim. Esta é uma grande vitória de todos nós. Um passo importante na carreira que conseguimos dar com seu apoio. Agora temos mais ânimo para continuar estudando e poderemos bancar nossos estudos sem depender da família e ainda ajudamos o nosso país. Estou muito feliz com essa oportunidade”, disse.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*