Motoristas fazem apelo aos usuários para que levem dinheiro trocado

Dinheiro trocado facilita na hora de entregar o troco; além de existir uma escassez de moedas

Miguel França para Agazeta.net

O decreto publicado no Diário Oficial do Estado (DOE), na última terça-feira (19), assinado pelo Prefeito de Rio Branco, Tião Bocalom, reduz o preço da passagem de ônibus de R$ 4,00 para R$ 3,50. Esse novo valor passará a valer na próxima quarta-feira (27), e tem deixado os motoristas dos ônibus preocupados. Eles temem a falta de moedas na hora de passar o troco como explica o porta-voz da categoria.

“Pra nós, a partir desta quarta-feira vai ser um pouco problemático porque não tem moeda no mercado, então o que acontece, o passageiro vai trazer R$ 5 e vai querer o troco de R$ 1,50, e vai ficar difícil porque não temos moedas. O que pedimos para as pessoas que dependem do transporte público é que procurem os guichês do Sindcol e adquiram o cartão com o vale transporte, e com isso ajudar a nossa categoria”, pediu Mauricélio Silva, motorista de ônibus.

No final de setembro, os motoristas realizaram uma paralisação de três dias por causa do atraso dos salários e do pagamento de férias coletivas e décimo terceiro de 2020. A promessa das empresas era quitar as dívidas no momento em que o repasse de R$ 2,4 milhões, por parte da Prefeitura de Rio Branco, fosse concretizado.

O representante dos motoristas faz um alerta para uma possível paralisação na sexta-feira (29) caso o dinheiro não caia na conta dos trabalhadores. “A gente já esperou demais. Já foi aprovado, passou por decreto no Diário Oficial do Estado, mas ainda não chegou ao nosso bolso. Então fica o recado, caso esse dinheiro não chegar na nossa conta até quinta-feira [28 de outubro], na sexta-feira o sistema vai parar”, concluiu.

Deixe uma resposta