170517-politica-museodospovosacrianos-tvgazeta

Museu dos Povos Acrianos continua gerando polêmica

Urgência da obra não foi discutida

As obras já começaram no Museu dos Povos Acrianos e o governo vem recebendo uma série de críticas por causa do gasto com empreendimento que vai custar mais de R$ 12 milhões.

A oposição está contestando o projeto cultural do governo. Segundo a vereadora Lene Petecão, enquanto se constrói um novo e caro museu, outros pontos históricos, turísticos e museus estão em ruínas.

A parlamentar citou a Tentamen, no Segundo Distrito. Nossa equipe encontrou uma folha de compensado fechando um buraco na entrada do prédio e, para completar, o cupim está estragando a parte superior do casarão e as janelas.
O antigo Kaxinawá, no centro da cidade, está abandonado e precisando de reforma urgente.

Mais grave ainda é o Museu da Borracha que está fechado há 7 anos. O local era referência de pesquisas. Atualmente é referência de descaso com a Cultura.

Para Lene Petecão, outros pontos precisam de intervenção urgente e esse dinheiro deveria ser usado para recuperar esses locais e ou para dar prioridade para Saúde e Segurança, que formam a base da maior necessidade dos moradores da Capital e do interior no momento.

“A população deveria ter sido chamada para discutir a construção desse museu. Com certeza apontariam outras prioridades”, reclamou.

O vereador Rodrigo Forneck (PT), que foi secretário de Cultura de Rio Branco, disse que simultaneamente às obras do museu, o governo estará recuperando e revitalizando 22 pontos culturais em todo o Estado.

“A oposição não presta atenção nas informações e, por isso, fica com esse discurso. A ideia do governo é trabalhar em todos os museus e pontos culturais e não apenas construir um museu. Não podemos ter um discurso de ir contra a Cultura, precisamos tomar cuidado com isso”, alertou.

 

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*